Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/05/2013 - novohamburgo.org Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Procuradoria-Geral pede que Feliciano seja absolvido por falta de provas

Pastor teria recebido R$13 mil para ir em evento religioso, porém, não compareceu na atividade na cidade de São Gabriel (RS) em 2008.

Foi feito um pedido para o Supremo Tribunal Federal – STF para retirar a acusação de estelionato contra o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP). Segundo o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, a denúncia realizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul não se sustentou com a análise mais detalhada dos fatos.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados era acusado de ter enganado uma produtora de eventos da cidade gaúcha de São Gabriel no ano 2008. O Ministério Público informou que o pastor havia sido contratado por R$ 13 mil para realizar um culto religioso, porém, não compareceu ao evento.

Após ouvir testemunhas e reunir provas, Gurgel chegou a conclusão que o parlamentar não tinha controle de sua agenda e que ele não possuía conhecimento do compromisso. Isso porque as negociações eram feitas através de um assistente, disse o procurador-geral.

“Não se provou que o acusado pretendeu obter para si vantagem ilícita, mediante simulação de contrato”, disse Gurgel. Para o procurador, não está claro quem descumpriu o contrato comercial primeiro e a questão precisará ser resolvida apenas na esfera cível.

Mesmo com o pedido de absolvição, Feliciano não ficar automaticamente livre da ação penal. O caso precisará ser analisado pelo relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 110 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal