Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/11/2007 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presos dois homens que fraudavam INSS no Rio

Por: Luciene Braga


Uma força-tarefa prendeu ontem, em flagrante, dois aposentados especializados em fraudar o INSS. O policial civil Rubens Schulze, 55 anos, e o comerciário Oderval Machado Teperino, 57, foram presos em flagrante na agência Abolição, do Banco do Brasil, no Rio, tentando sacar benefícios em nome de 40 segurados que morreram há mais de 10 anos. A quadrilha teria aplicado golpes de quase R$ 30 milhões durante nove anos. Por mês, o grupo sacava cerca de R$ 250 mil, com 200 cartões de pensionistas e aposentados.

A operação de ontem, chefiada pelo delegado Anderson Bichara, foi resultado do trabalho de um ano, que reuniu a Polícia Federal, representantes do INSS, do Ministério Público Federal - nesse caso, também contou com a ajuda de representantes de cartórios e do BB. O maior desafio foi identificar e prender os dois em flagrante. A estratégia do grupo era sacar benefícios em agências diferentes em cada mês para não ser descoberto.

As câmeras das agências do BB fotografaram os aposentados efetuando os saques, mas eles seguiam um padrão que foi reconhecido e possibilitou a ação de ontem. "Só tínhamos as fotos, sem saber quem eles eram. Por um padrão de saques ao longo deste ano, eles chegaram à agência da Abolição. Os dois presos já estão colaborando em seus depoimentos e esperamos efetuar as prisões de mais duas ou três pessoas envolvidas nos próximos dias", disse um dos agentes da operação, que pediu para não ser identificado.

Os integrantes da força tarefa apreenderam com os suspeitos agendas de telefones, telefones celulares, dezenas de cartões de saques de benefícios previdenciários de diferentes bancos (privados e estatais), além do dinheiro sacado ontem.

Grupo fez até crédito consignado

O valor médio dos benefícios é de R$ 1.500. Os dois presos ontem ainda recebiam o Pagamento Atrasado de Benefício (PAB) referente à reativação das aposentadorias e pensões dos segurados já mortos. Também faziam empréstimos consignados. Um deles foi retirado, no Banco do Brasil, com uso de documentos falsos, em nome do aposentado Jorge Monteiro Flexa. "As famílias dessas pessoas nem imaginam que havia gente recebendo o dinheiro", relatou um dos integrantes da Força Tarefa.

A investigação sobre o patrimônio dos presos apurou que o policial Rubens Schulze teria em seu nome bens incompatíveis com a aposentadoria de policial civil - segundo a PF, de pouco mais de R$ 4 mil -, como casas de veraneio em Búzios e Teresópolis. A Força-Tarefa também investiga se o benefício em nome de Oderval Machado Teperino foi concedido de forma regular ou fraudulenta.

A PF vai enviar todos os dados ao Ministério Público Federal, e os dois presos ontem devem ser denunciados por estelionato, com base no artigo 171, ficando sujeitos a prisão de um a cinco anos. De acordo com o conjunto material, as penas seriam multiplicadas por 200.

Desde o ano passado, estão presos três dos 69 investigados e detidos na operação Anos Dourados - entre eles, servidores do INSS. A Operação, também conduzida pela Polícia Federal, desmantelou esquema de fraudes que funcionava no Rio, Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul. O grupo teria desviado pelo menos R$ 200 milhões em cinco anos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 298 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal