Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIFICAÇÃO DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 16/08/2018 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/05/2013 - Jornal de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sete acusados de burla e falsificação para obtenção de créditos


O Ministério Público deduziu acusação contra sete arguidos pela prática de dezenas de crimes de burla e de falsificação de documentos para obtenção de créditos bancários, requerendo o julgamento em tribunal coletivo.

"Ficou suficientemente indiciado que os arguidos desenvolveram uma atividade criminosa no período compreendido entre os anos de 2010 até maio de 2012, destinada à obtenção de créditos junto de diversas instituições financeiras, fazendo-o com recurso a documentação forjada e idónea a convencer tais entidades da existência de condições para o respectivo financiamento", revelou a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

Segundo a acusação, os arguidos "utilizaram fraudulentamente a identidade de 90 pessoas para a abertura de contas bancárias fraudulentas e a obtenção indevida de tais créditos em nome de terceiros, atividade que desenvolveram até à detenção do arguido principal em 19 de maio de 2012".

Mais, "com este estratagema os arguidos obtiveram indevidamente créditos no valor global de 159357,65 euros em prejuízo das instituições financeiras e dos restantes queixosos. Foram-lhes recusados pedidos de pagamento no valor de 430185,39 euros".

Ainda de acordo com a acusação, "foram apreendidos vários instrumentos do crime e recolhida abundante prova bancária, documental, efetuados relatórios periciais e arroladas cerca de 56 testemunhas".

O principal arguido mantém-se em regime de prisão preventiva, tendo a investigação sido dirigida pela 3.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e executada pela Unidade de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária (PJ).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 119 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal