Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

18/05/2013 - CBN Rádio Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dono de floriculturas de SC é suspeito de golpe em outros estados

Proprietário é suspeito de estelionato em Florianópolis e está foragido. Com nomes falsos, ele vendeu produtos e serviços e depois fugiu.

O número de pessoas que registraram boletim de ocorrência contra um proprietário de duas floriculturas de Florianópolis aumentou, segundo a Polícia Civil. Os estabelecimentos ficavam no do Rio Vermelho, no Norte da Ilha de Santa Catarina, e o comerciante e outros dois suspeitos de estelionato são procurados pela polícia. Conforme o delegado Leonardo Silva, responsável pelo caso, outros boletins de ocorrência foram registrados contra o homem, por serviços pagos e não prestados. Além disso, a polícia descobriu que os três usavam nomes falsos e são suspeitos de praticar o mesmo golpe em outros estados.

Nesta quarta-feira (15), as lojas do empresário foram saqueadas e a Polícia Militar foi acionada para evitar que a ação continuasse. A policia acredita que, em menos três meses, o golpe dado pelo proprietário, ajudado por outras duas pessoas, já ultrapasse os R$ 100 mil. Até esta sexta-feira (17), oito pessoas registraram queixa na delegacia contra eles, mas a policia suspeita que ainda existam mais vitimas. Até os funcionários ficaram sem receber.

Depois de ter conhecimento do golpe, a polícia passou a investigar o caso e descobriu que os três suspeitos utilizavam nomes falsos. Há registros de que o mesmo trio tenha aplicado golpes em pelo menos outros estados nos últimos anos. "Ele aplica esse golpe desde 2008, 2010, já foi preso, parece que em Goiás e sempre no mesmo ramo de floricultura. Já abriu floricultura em Parati, no Rio de Janeiro, deixando em torno de R$ 300 mil em golpe e também em outros estados", explica o delegado Leonardo Silva.

Após o sumiço do proprietário, as duas lojas foram saqueadas. Foram levadas flores, arranjos e até os móveis. Alexsandro Silva trabalhou durante três meses para o suspeito de estelionato. Ele vendeu o carro para emprestar dinheiro ao patrão. Depois de ir para São Paulo descobriu se tratar de um golpe. "Quando chegamos lá, ele queria que eu quebrasse o chip do telefone. Aí pensamos que alguma coisa estava errada, ligamos pra cá e descobrimos que estava tudo errado aqui", afirmou.

"Agora, nós estamos tentando fazer um levantamento e entrar em contato com a Polícia Civil de Goiás e Minas Gerais, pra ver se a gente consegue alguma informação com o nome verdadeiro dele", completa o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 136 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal