Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/05/2013 - O Estado de Minas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude em ponto de vereador na Câmara de BH pode acabar em pizza

Por: Alice Maciel


Foi um vereador que marcou presença no plenário no lugar de Pablito (PSDB) nos três dias em que o tucano viajava para Miami (EUA). Disso a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Belo Horizonte não tem mais dúvidas, já que foram excluídas as possibilidades de falha no painel eletrônico e do envolvimento de servidores na fraude. O caso, no entanto, pode virar pizza. “Aparentemente não há provas, não há como pegar”, afirmou o corregedor da Casa, vereador Autair Gomes (PSC), responsável por desvendar o mistério. Como o caso envolve um parlamentar, o presidente do Legislativo, Léo Burguês (PSDB), transferiu ontem a investigação, que estava nas mãos da procuradoria para o corregedor.

Burguês também vai entregar para o Ministério Público, nesta terça-feira, todas as provas levantadas até o momento e pedir que o órgão acompanhe o caso. No relatório feito pela Procuradoria do Legislativo – entregue para o corregedor e que será encaminhada ao Ministério Público – está incluído o laudo feito pela Casa no painel eletrônico que concluiu que o equipamento não teve falha e que seria inviável um servidor ter marcado a presença para Pablito. “O horário de marcação nos dois últimos dias, já mostrava inviável a marcação por quem não tem acesso ao plenário, nos termos regimentais”, concluiu o procurador Augusto Paulino. Foi levantados também a hora e o terminal que Pablito marcou presença nos dias 2, 3 e 6. O painel eletrônico registrou a presença do parlamentar na quinta-feira às 14h50; na sexta-feira, às 15h07; e na segunda também às 15h07.

Para confirmar o comparecimento na reunião, cada vereador digita uma senha em uma das máquinas instaladas nas cadeiras de onde os parlamentares acompanham as reuniões. Se for identificado o vereador que marcou presença para Pablito será aberta uma comissão parlamentar de inquérito (CPI). As punições, em caso de condenação, vão de advertência à cassação de mandato.

O vereador Autair Gomes informou que recebeu sugestão de um vereador, durante a reunião do colégio de líderes ontem, para que a fraude seja investigada pela Polícia Civil. Ele ressaltou que vai avaliar a sugestão. O parlamentar observou a dificuldade da investigação sem imagens de segurança no plenário. As imagens dos três dias em que foram registradas a presença de Pablito, mesmo com ele ausente, só mostram a Mesa Diretora ou os vereadores falando ao microfone. Elas estão disponíveis no portal da Câmara, no link TV Câmara. O parlamentar tucano informou que não compareceu às reuniões porque estava em Miami para acompanhar um familiar que está em tratamento de saúde.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 98 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal