Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/05/2013 - Portal Terra / EFE Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia búlgara confisca 350 mil cédulas falsas um dia antes das eleições

O material foi achado em um armazém da empresa que fornece os votos para as eleições.

A polícia búlgara encontrou neste sábado 350 mil cédulas eleitorais falsas durante a jornada de reflexão prévia às eleições parlamentares de amanhã no país mais pobre da União Europeia (UE). As cédulas, idênticas às que serão usadas amanhã, foram achadas em um armazém da empresa que fornece os votos para as eleições na cidade de Kostinbrod, cerca de 20 quilômetros de Sófia.

A Procuradoria iniciou uma investigação sobre uma possível tentativa de compra de votos e os resultados serão anunciados depois das eleições. Tanto a Procuradoria como o governo interino sublinharam que todas as cédulas para o pleito já foram fornecidas aos colégios eleitorais de todo o país. A lei indica que se deve imprimir o número exato de cédulas para os eleitores com direito de voto.

A agência privada de notícias BGNES indicou que a empresa é propriedade de um vereador de Kostinbrod, membro do partido conservador GERB, que esteve até fevereiro no poder, e próximo ao ex-ministro do Interior, Tsvetan Tsvetanov. A oposição utilizou este dado para acusar a formação de tentar amanhar as eleições, algo rejeitado pelo partido de centro-direita, que tachou as críticas como uma tentativa de manipular "a opinião pública no dia de reflexão".

A compra de votos não é um fenômeno isolado em um país com um salário mínimo de 155 euros e com 49% de sua população em risco de cair na pobreza, segundo dados do Eurostat. Durante a campanha, diversos grupos cívicos alertaram sobre essa prática que oferece dinheiro, até 75 euros por voto, assim como o abono de contas de luz e água, ou garantir para uma família a comida de vários dias.

O jornal balcânico Standart denunciou, citando fontes do Ministério do Interior, que emissários de diversos partidos visitaram diferentes lugares para coletar contas de seus moradores com a promessa que as pagarão se seu titular votar "adequadamente". O comprovante do pagamento da fatura é recebido depois pelo votante após as eleições, sempre e quando seja apresentada uma prova que votou para o partido indicado.

"Geralmente tal comprovação é feita através de uma foto da cédula tomada com um telefone celular antes de colocá-la na urna. Ou o votante recebe uma cédula marcada previamente", explicou à Agência Efe um investigador que pediu para não ser identificado.

As eleições que serão realizadas amanhã após a renúncia em fevereiro do executivo conservador do populista Boiko Borisov, após dias de protestos populares que revelaram o mal-estar pelo baixo nível de vida.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 136 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal