Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/05/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF aponta fraude em programa 'Ruas do Povo', do governo do Acre

Por: Rayssa Natani

Segundo a PF, governo teria pago por obras não executadas. Quebra do sigilo telefônico facilitou investigações da operação G-7.

O superintendente regional da Polícia Federal, Marcelo Salvio Vieira, disse em entrevista coletiva nesta sexta-feira (10) que as investigações realizadas na Operação G-7 constataram fraudes no programa de pavimentação do governo do Estado, 'Ruas do Povo'. Foi constatado ainda que o grupo tinha interesse no programa habitacional Cidade do Povo.

"Foram seis contratos analisados nesta investigação e alguns relacionados a este programa de governo [Ruas do Povo]. De fato tem algumas obras não concluídas que foram pagas. Temos demonstrado que algumas obras, embora não tenham sido executadas, foram devidamente ressarcidas pelo governo do estado, através de pessoas que ali detinham funções estratégicas", afirma.

O superintendente afirmou ainda que o programa habitacional Cidade do Povo faria parte do esquema. "O G-7 tinha interesse em todas as áreas da construção civil. Obviamente havia interesse do grupo no empreendimento conhecido como Programa Cidade do Povo", diz.

A PF confirmou que o grupo tinha ramificações na estrutura do governo, o que facilitava ações ilícitas. A quebra de sigilo telefônico na fase investigativa facilitou a obtenção de provas. "Em determinados momentos dos diálogos, há referências ao grupo pelas pessoas integrantes. Eles mesmos se intitulavam G-7", diz Vieira.

Detalhes da operação

A operação G-7, iniciada em dezembro de 2011, foi responsável por 15 prisões e 34 mandados de busca e apreensão no estado, nesta sexta-feira (10). Entre os presos estão secretários do Estado e Prefeitura, um sobrinho do governador, além de empreiteiros.

Seis contratos relacionados à construção civil do Acre foram analisados pela PF. Em todos eles foram identificadas fraudes.

De acordo com o delegado regional de Combate ao Crime Organizado, Maurício Moscardi, foi confirmado o envolvimento de servidores públicos no esquema. "Eles se beneficiaram realmente da atuação criminosa, obtendo vantagens de caráter econômico", diz.

Ao longo do processo investigativo, outros fatos vieram à tona. "Foi possível apurar que houve atuação de pessoas ligadas ao governo do estado para facilitar a contratação de uma empresa que utilizaria recursos oriundos do Sistema Único de Saúde (SUS)", afirma o superintendente regional da Polícia Federal, Marcelo Salvio Vieira.

As investigações caminham para a fase de encerramento com a coleta e análise de elementos de provas documentais. "A partir de agora, dependendo do que for obtido nas análises, podem surgir indícios de outros crimes até agora não revelados", destaca Vieira.

Os envolvidos na organização criminosa devem responder pelos crimes de cartel, falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva, fraude em licitação, formação de quadrilha e desvio de recursos públicos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 279 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal