Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

09/05/2013 - Campo Grande News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação prende 329 pessoas de 4 quadrilhas presentes em 79 cidades

Por: Helton Verão


A Polícia Civil prendeu 329 pessoas em Mato Grosso do Sul durante todo o dia de hoje na operação PC 27. Elas fazem parte de quatro quadrilhas que agiam em conjunto, pelo menos uma pessoa foi presa em cada um dos 79 municípios e mais de 50 podem ser presas nas próximas horas.

Das prisões, 192 foram em flagrante, outras 128 através de mandado e nove adolescentes foram apreendidos. Entre os crimes praticados estão à corrupção ativa e passiva; uso de documento falso; tráfico de drogas; lavagem de dinheiro; homicídio; estupro; roubo falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informática. Com os presos, foram encontradas 24 armas, sendo 18 curtas e seis longas.

Segundo o chefe da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Jorge Razanauskas, todo o esquema era trabalhado através de veículos com documentos esquentados no interior de São Paulo e que eram trazidos para o Estado para a venda e revenda. “Eles esquentavam os veículos com Renavam falsos. Nome, numerações, de gente morta e até quem nunca existiu. Os veículos eram passados para frente seja de forma licita ou ilícita”, explicou o delegado.

Além das prisões, já foram apreendidos 31 veículos, mais de R$ 11 mil em dinheiro, 12 toneladas de produtos contrabandeados, 220 quilos de maconha, 5 kg de cocaína e 1,5 kg de pasta base. A Polícia Civil espera apreender no total 223 veículos. “Foram apreendidos desde carros de luxo, até veículos que nem andavam mais”, revela Razanauskas.

A Capital foi a cidade com mais pessoas detidas, até o momento foram 69, o chefe da Polícia Civil confirmou quatro funcionários no Detran de Ponta Porã e um em Antônio João. Apenas em uma das prisões foi oferecida resistência com fuga, mas o individuo acabou detido.

Nenhum nome foi apresentado por segurança, já que a operação acontece até às 8 horas da manhã desta sexta-feira (10). “O que chamou a atenção foi a organização deles, cada quadrilha tinha a sua especialidade, uma era esquentava os documentos, outras duas trabalhavam com o tráfico e a última com a lavagem do dinheiro”, ressalta o delegado.

A operação PC27 tem como objetivo combater o crime organizado e comemorar os 205 anos da instalação da Polícia Civil.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 105 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal