Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/11/2007 - UOL Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Brasileiros são presos na Espanha por falsificar documentos


A polícia espanhola prendeu nesta quarta-feira uma quadrilha de 12 brasileiros acusados de falsificação de documentos. Os suspeitos fabricavam carteiras de identidade e passaportes portugueses, italianos e espanhóis que eram vendidos a imigrantes brasileiros em toda a Europa.

Em três meses, os bandidos teriam lucrado pelo menos 60 mil euros (cerca de R$ 156 mil), segundo as estimativas da Unidade contra Redes de Imigração e Falsificação da polícia (UCRIF).

De acordo com as investigações, a quadrilha aliciava imigrantes em lugares públicos para oferecer documentos falsos, utilizando outros brasileiros como intermediários.

Com os serviços da quadrilha, um brasileiro poderia se legalizar na Espanha ao pagar cerca de R$ 1,6 mil por uma carteira de identidade européia, que era o documento mais barato da lista.

Por um passaporte falso, os falsários cobravam R$ 9,1 mil.

A quadrilha estava organizada na cidade de Valência (nordeste do país) e era comandada a partir da casa do casal Rodrigo M.P., de 27 anos, e Creusimar P.C., de 26 anos, ambos de São Paulo.

O casal levantou as suspeitas de um vendedor de material de informática, que deu uma pista aos policiais.

Segundo revelou uma fonte da polícia, Rodrigo comprava produtos caros com freqüência e há poucas semanas havia dado um sinal de R$ 4 mil para comprar uma impressora de alta definição no valor de R$ 19 mil.

Apesar de ter a base em Valência, a quadrilha operava também em Madri, Barcelona, Alicante, Castellón e Málaga, onde foram feitas as prisões.

Nas apreensões feitas de forma simultânea em todas as cidades, a polícia apreendeu mais de 50 objetos, entre os quais carimbos aduaneiros de entrada e saída dos aeroportos de Madri, Barcelona e Malpensa, em Milão, na Itália.

A polícia ainda encontrou carimbos que dão acesso livre ao Espaço Schengen, que compreende 15 países da União Européia. A polícia ainda encontrou recibos de envios de dinheiro ao Brasil, 14 documentos já falsificados e 100 fotografias preparadas para futuras falsificações.

Se condenados, os acusados poderão pegar pelo menos seis anos de prisão pelos crimes de falsificação e promoção de imigração ilegal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 283 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal