Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

08/05/2013 - TVI Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Detidos suspeitos de venderem certificados de habilitações falsos

Falsificações eram vendidas a imigrantes.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira a detenção de dois homens, de 43 e 47 anos, suspeitos da falsificação de certificados de habilitações literárias, que vendiam a imigrantes, para que estes se legalizassem.

Até ao momento estão identificados mais de 30 cidadãos estrangeiros que terão obtido a nacionalidade portuguesa recorrendo a esta prática, mas fonte da PJ disse à agência Lusa que o número «vai aumentar, e muito», no decorrer da investigação em curso.

De acordo com a mesma fonte, os detidos atuavam na Área Metropolitana de Lisboa, e os presumíveis clientes eram sobretudo cidadãos vindos de África, que pagavam «várias centenas de euros» pelos certificados falsos.

No decorrer da operação, denominada de «Ad-hoc», as autoridades efetuaram seis buscas domiciliárias e uma busca a um escritório de advogados, no distrito de Lisboa.

Durante as buscas foram apreendidas dezenas de documentos de identificação e de certificados já utilizados, e outros que serviriam os mesmos objetivos.

Os documentos serviam para que os interessados conseguissem instruir processos de requisição da nacionalidade portuguesa, por naturalização.

Os dois homens, que estão indiciados pela prática do crime de falsificação de documentos, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

Durante a operação, a PJ deteve ainda um jovem de 19 anos, por se encontrar em situação ilegal no território nacional, prosseguindo a investigação no sentido de as autoridades apurarem os contornos e a extensão da atividade criminosa agora desmantelada.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 106 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal