Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/11/2007 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Motorista é preso ao tentar aplicar golpe em seguradora


O motorista Deyvsson Roberto da Silva Santos, 30 anos, foi preso ontem, em Cariacica, por tentar aplicar o "golpe da seguradora" forjando a morte de uma pessoa para receber R$ 400 mil do seguro. Ele conseguiu uma cruz no cemitério Jardim da Saudade, em Cariacica, e chegou até a mandar rezar uma missa de sétimo dia para Claudete Passos de Jesus, um nome falso com o qual Deyvsson, junto com sua mulher, aplicavam golpes na praça.

Claudete Maria de Jesus, mulher de Deyvsson, conseguiu documentos forjados trocando o "Maria" por "Passos". Com o nome falso, ela e Deyvsson abriram uma empresa fantasma, a CP de Jesus, fingindo trabalhar com informática. O casal fez o seguro em julho e, em 22 de agosto, inventaram que Claudete Passos havia morrido devido a uma queda. Conseguiram uma declaração de óbito com assinaturas e carimbos falsificados. Mas essa declaração dá acesso à certidão de óbito e, assim, conseguiram também o laudo cadavérico, tendo em mãos tudo o que precisavam para pegar o dinheiro do seguro.

Ivonete Santa da Conceição seria a beneficiária do valor do seguro. Segundo a polícia, Ivonete é tia de Claudete Maria e também faria parte do esquema. Ela e Claudete Maria vão ser investigadas pela Delegacia de Defraudações e Falsificações. A polícia desconfia de que mais pessoas estejam envolvidas.

Deyvsson, suspeito de ser o chefe da quadrilha, não quis declarar nada em sua defesa.

Seguradora solicitou investigação

De acordo com o delegado Josemar Esperandio a polícia descobriu o golpe a partir de uma solicitação da seguradora. "Quando checamos, os números dos laudos não correspondiam à pessoa. Os laudos existiam, mas as vítimas eram outras".

A polícia começou a investigar e solicitou que a seguradora enviasse cópias dos documentos para a delegacia. Encontrou o nome de Deyvsson Roberto da Silva Santos associado à empresa da suposta morta. Viu que ele já tinha passagem pela polícia e que havia um mandado de prisão para ele. Até então, não sabiam dos golpes no comércio.

A empresa fantasma tinha um esquema com alguém que trocava cheques para a quadrilha. A polícia estima que, com os golpes, a quadrilha teria recebido cerca de R$ 100 mil em mercadorias e cheques.

Venda de imóvel

O construtor civil Ênio Pereira Gaudereto, 37 anos, foi preso na tarde de ontem. Ele tinha um mandado de prisão expedido pela 7ª Vara Criminal de Vitória, por estelionato. Segundo o delegado Lauro Coimbra, ele tinha vendido um apartamento para uma mulher, que pagou com um carro e R$ 7 mil. Mas o negócio era uma fraude.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 705 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal