Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/05/2013 - Jornal Agora / FolhaPress Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suspeitos de fraudes em licenciamentos ambientais no RS são soltos


A Justiça Federal no Rio Grande do Sul mandou soltar, nesta sexta-feira, os ex-secretários de Meio Ambiente Carlos Fernando Niedersberg (PC do B), do Estado, e Luiz Fernando Záchia (PMDB), de Porto Alegre, que estavam presos desde segunda-feira (29).

Eles e outras 16 pessoas - entre servidores públicos, consultores ambientais e empresários - foram presos durante operação da Polícia Federal que investiga um suposto esquema de fraudes em processos de licenciamento ambiental em órgãos públicos no Estado.

Também foi preso na ocasião Berfran Rosado, consultor ambiental que esteve no comando da pasta de Meio Ambiente no governo Yeda Crusius (PSDB) e era filiado ao PPS (atual MD).

A PF havia pedido prorrogação, por mais cinco dias, das prisões temporárias de dez suspeitos - inclusive dos ex-secretários. Mas a juíza Karine da Silva Cordeiro, da 1ª Vara Federal Criminal de Porto Alegre, entendeu que eles já prestaram depoimento e acredita que eles não devem atrapalhar as investigações.

Niedesrbergh e Záchia foram afastados dos cargos no governo estadual e na prefeitura, respectivamente, ainda na segunda-feira, quando a PF realizou as prisões.

A polícia investiga entre 30 e 40 processos de licenciamento ambiental, em áreas como mineração e construção civil, suspeitos de fraude, envolvendo pagamentos de propina, que variavam de R$ 20 mil a R$ 70 mil.

No início da semana, foram cumpridos 29 mandados de busca e apreensão e de prisão temporária nas cidades de Porto Alegre, Taquara, Canoas, Pelotas, Caxias do Sul, Caçapava do Sul, Santa Cruz do Sul e São Luiz Gonzaga, todas no Rio Grande do Sul, e em Florianópolis (SC).

A operação foi batizada de Concutare (concussão, em latim). Segundo a polícia, foram apreendidos, durante a execução dos mandados de busca, R$ 468 mil, US$ 44 mil, € 5.280 e seis armas.

Outro lado

Rafael Real, advogado de Záchia, não quis comentar as acusações, "que são muito fracas", segundo ele, limitando-se a dizer que a prisão temporária "nunca foi necessária". O advogado de Berfran Rosado, Luciano Feldens, disse que não comentaria as acusações por não ter tido acesso ao inquérito e também afirmou que a prisão de seu cliente foi "desnecessária". A reportagem não conseguiu contato com a defesa do ex-secretário estadual Niedersberg.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 50 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal