Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/05/2013 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Entregou 2250 € a falsos videntes

Por: Tiago Pereira e Fátima Vilaça

V. P. de Aguiar: Vidente e ajudantes desapareceram.

Mulher de 57 anos acreditou que a neta de dez anos iria morrer num acidente de viação. Entregou dinheiro para curar "magia negra". A PJ está a investigar

Desesperada com a notícia de que a sua neta, de dez anos, iria morrer vítima de um acidente, ainda este ano, uma mulher de 57 anos, de Sabroso de Aguiar, Vila Pouca de Aguiar, entregou mais de dois mil euros a um falso vidente que prometeu curar a criança de uma "magia negra". Após entregar o dinheiro percebeu que tinha sido burlada. Queixou-se na PJ de Vila Real.

"As videntes disseram que ia haver mais mortes na família, como estava num momento de fraqueza e desespero, caí como uma idiota", disse a vítima, ao CM, sem conseguir conter as lágrimas.

A mulher, que tinha acabado de perder um irmão, vítima de cancro, recebeu uma chamada no telemóvel a avisar de que estaria a ser alvo de "magia negra". Apesar de não conhecer a pessoa que estava a alertá-la, decidiu seguir o conselho e procurou o vidente João Marcelo Teixeira, indicado no telefonema. Marcou de imediato uma consulta pela qual pagou 250 €.

Duas mulheres, que o vidente apresentou como suas "ajudantes" foram a casa da vítima e "no meio dos rituais, disseram que mais pessoas próximas iriam morrer ainda este ano", contou. Segundo as videntes, além de um irmão com problemas cardíacos, a mulher iria perder a neta, de dez anos. Para salvar a criança, a mulher teria de entregar mais dois mil euros. "Acreditei nelas e dei o que tinha e o que não tinha", lembrou, desesperada. Só após entregar o dinheiro e de os videntes terem desaparecido, percebeu que tinha sido burlada. O caso está em investigação. n

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal