Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/05/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes aplicados por falso promotor ultrapassam R$ 50 mil em Itaúna, MG

Por: Fernanda Resende

Homem utilizava poder público para enganar vítimas. Suspeito portava carteira falsa e andava armado.

Um homem de aproximadamente 40 anos foi preso em Itaúna, no Centro-Oeste de Minas, suspeito de estelionato. De acordo com a Polícia Civil, o homem teria se passado por promotor de Justiça de Divinópolis e feito, pelo menos, seis vítimas na cidade. Estima-se que o prejuízo gerado pelo falsário ultrapasse R$ 50 mil.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Weslley Amaral de Castro, o homem aproveitava a autoridade e status do cargo e ludibriava as vítimas. “Ele chegou a se apresentar como promotor até mesmo para policiais civis e militares. Como já morei em Divinópolis e não me lembrava de nenhum promotor com o nome dele, desconfiei e iniciei as investigações”, afirmou.

As averiguações duraram mais de um mês e na última sexta-feira (3) o suspeito foi preso em flagrante. “Havia um mandado de busca e apreensão em desfavor do falso promotor e quando fomos cumpri-lo encontramos uma vítima do suspeito cobrando dele o valor referente a um lote, que ele teria comprado, mas não pagou. Conseguimos fazer o flagrante”, explicou o delegado.

Weslley Amaral ressaltou que o suspeito portava carteira falsa, andava sempre bem vestido e armado. As investigações continuam e o inquérito deve ser finalizado em dez dias. O suspeito tem 24 passagens pela polícia, dentre elas estelionato e extorsão.

Golpe

De acordo com a Polícia Civil, a maioria das vítimas do suspeito são pessoas físicas. “Ele já chegou a fazer falsos depósitos, comprar carros e lotes sem efetuar pagamentos. O homem ainda utilizava do status para entrar em casas noturnas e ingerir bebidas gratuitamente”, disse o delegado responsável pelo caso.

Na última ação do suspeito, ele teria comprado um veículo e garantido o depósito como pagamento. Nesse tipo de caso, o falso promotor chegava a apresentar o comprovante do pagamento, feito em caixa eletrônico, mas o dinheiro não chegava às mãos do vendedor.

O delegado Weslley Amaral afirmou que já foram identificados três documentos falsos ligados ao homem. Ele deve responder por estelionato, falsificação de documentos e posse ilegal de arma de fogo.

Depoimento

Para a Polícia Civil, o suspeito disse que se apresentava como promotor por causa do status que o cargo oferece. O homem disse ainda desconhecer qualquer ligação dele com estelionato e documentação falsa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 128 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal