Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

30/04/2013 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dise prende o 16º do PCC por lavar dinheiro

Wagner Souza Rocha, 29 anos, era o soldado da facção criminosa e foi preso no São Camilo.

A Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) prendeu, na noite desta segunda-feira, mais um integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) em Jundiaí, seguindo as investigações sobre lavagem de dinheiro da facção.

Os trabalhos são realizados com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público de Campinas.

Wagner Souza Rocha, 29 anos, conhecido como Vavá, foi detido durante uma reunião do grupo em uma região do São Camilo conhecida como “torneira”.

“Cortamos o sinal de rádios comunicadores do bairro para ter acesso ao local de forma infiltrada sem que os integrantes da facção avisassem o grupo”, informou o investigador Leandro Basson.
Este é o 16º integrante do grupo a ser preso na região de Jundiaí.
Vavá é conhecido como “soldado”.

É ele quem rouba para juntar dinheiro para a organização e é responsável por coordenar a distribuição de drogas nos pontos de tráfico. Também teria cometido homicídios em nome do grupo.

Os investigadores da Dise encontraram diversos rádios comunicadores, provenientes da lavagem do dinheiro do tráfico. “Foram apreendidas duas Twister 250 e uma CB 300”, confirmou Basson. Segundo ele, “mais membros do grupo serão presos nos próximos dias.”

Operação apreendeu 22 carros de luxo antes

Em março, 22 carros foram apreendidos em um estacionamento particular de Vinhedo, avaliados em cerca de R$ 1,5 milhão.

O dinheiro usado para a aquisição dos automóveis era do tráfico de drogas. O grupo era investigado há dois anos. Nesse período, 14 homens foram presos e um menor apreendido pela Polícia Civil.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 141 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal