Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/04/2013 - Agora MS Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Receita quer recuperar R$ 8,2 bi de fraudes no Imposto de Renda


A Receita Federal espera recuperar R$ 8,18 bilhões referentes a fraudes nas declarações de Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF). Segundo balanço divulgado na sexta-feira, parte desse valor ainda está em fase de cobrança. Mais de R$ 6 bilhões serão obtidos por ação direta de fiscalização, relacionada a cerca de 280 mil contribuintes, e outros R$ 2 bilhões foram recuperados a partir da chamada autorregularização, feita por 316 mil pessoas.

As 316 mil pessoas que corrigiram suas declarações (autorregularização) no ano passado permitiram que a Receita recuperasse R$ 2,145 bilhões. Esse valor representa 26,2% do resultado total. Os gastos com despesas médicas e previdência privada foram os que tiveram maior efeito na redução de deduções indevidas. Para alterar o imposto devido, uma das irregularidades encontradas pela Receita foi a omissão de rendimentos.Do total da ação direta de fiscalização de pessoas físicas, R$ 1,765 bilhão são relacionados a proprietários e dirigentes de empresas, R$ 210 milhões a autônomos, R$ 344 milhões a profissionais liberais, R$ 186 milhões a funcionários públicos e aposentados, R$ 164 milhões a profissionais de ensino e técnicos de outra natureza, além de R$ 1,039 bilhão referentes a contribuintes com outras ocupações.

Essa possibilidade de autorregularização teve início em dezembro de 2010. O contribuinte pode fazer a correção da declaração depois de a Receita informar, no portal da pessoa física, o fato que gerou a malha fina. O benefício, neste caso, é uma multa menor, de 20% do imposto devido. Se o contribuinte esperar a notificação do Fisco, ele deverá pagar uma multa de ofício, que varia de 75% a 150% do valor.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 106 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal