Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

30/04/2013 - Paraná Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Delegado de Rio Negro é preso recebendo propina


O Grupo de Atuação Especial ao Crime Organizado (Gaeco) do Paraná, juntamente com a Corregedoria da Polícia Civil do Paraná, cumpriram, na segunda-feira (29), mandados de busca e apreensão na Delegacia de Rio Negro e nas residências do delegado e do superintendente.

As investigações foram conduzidas há cerca de oito meses pelo Gaeco de Joinville, em Santa Catarina, na operação Game Over II, e culminaram com várias prisões, cumprimentos de mandados e outras diligências executadas por aquele Gaeco.

A prisão, em flagrante, por corrupção passiva, ocorreu no momento em que o delegado Renato Wasthner de Lima recebia propina de dois exploradores de jogos de azar da região, os quais foram presos por corrupção ativa. Tanto o delegado de polícia de Rio Negro quanto o superintendente foram afastados de suas funções públicas pela Justiça.

A ação integra uma série de outras diligências relativas a jogos de azar, realizadas na tarde de ontem (29), na região de São Bento do Sul (SC), comarca na qual foram expedidos e cumpridos cinco mandados de prisão preventiva (três dos quais contra os presos em Rio Negro), cinco mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão, além de ordem de interdição de duas casas lotéricas.

A investigação foi iniciada em meados do ano passado, pela 3ª Promotoria de Justiça de São Bento do Sul, para apurar ilícitos relacionados à contravenção penal de jogo do bicho, como formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva.

Após a prisão, o delegado de polícia foi encaminhado a Curitiba, para o Centro de Triagem I. Os demais detidos, entre eles o sargento da PM de Santa Catarina, foram encaminhados ao Batalhão da Polícia Militar de São Bento do Sul e à Penitenciária Industrial de Joinville.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 93 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal