Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

22/04/2013 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Entre anabolizantes e atestados falsos, golpistas lucram com produto fantasma

Por: Enzo Menezes

Estudante denunciou à polícia vendedor que criou vários perfis para oferecer iPhone nunca entregue.

Atestado médico e outros documentos falsificados, "gato" de TV a cabo, arma de choque. É farto o estoque de contravenções oferecidas em grupos de vendas organizados em Belo Horizonte pelo Facebook. Além de esbarrar em ofertas de contravenção, quem procura produtos legalizados ainda corre o risco de ser enganado.

Em março, a estudante de direito Tatiana Lopes, 21 anos, depositou R$ 1.050 na conta de um golpista que prometeu entregar um iPhone. Ao perceber o erro, iniciou uma "caçada" no Facebook, descobriu quatro perfis falsos usados pelo criminoso para se aproximar das vítimas e denunciou o caso na Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos.

— O vendedor emitiu nota fiscal e eu depositei. Depois conferi os dados, que ele pegou de uma empresa de tratores. Uma mulher chegou a me ligar dizendo ser da transportadora. No dia marcado para a entrega, me deletou do Facebook, mas descobri anúncios iguais e percebi que era a mesma pessoa.

O golpista chegou a falar com Tatiana que a conta usada no golpe seria de uma pessoa falecida. Há duas semanas ela não consegue localizar o perfil na rede social.

— Eu falei que já tinha denunciado e que a polícia o acharia de qualquer jeito. Ele respondeu que a conta era de uma pessoa morta e que nunca seria encontrado.

Outros usuários atestam que o espaço reúne golpistas de diversas ordens. Apesar das atividades ocorrerem em grupo aberto, com usuários que nem se preocupam em esconder a identidade, a estudante Andreia Vaz, 23 anos, nunca viu alguém ter qualquer problema além do banimento de novas postagens.

— Existem muitos usuários utilizando o grupo para venda ilegal. Uma vez um cara estava vendendo droga, é cheio de cambistas e estelionatários. Ele anuncia, pede pra pessoa depositar metade do valor e o produto nunca chega.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 106 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal