Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

19/04/2013 - Bahia Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-funcionário dos Correios é condenado por furto de cartões bancários


A Justiça condenou o ex-carteiro Felipe René Silva de Sousa e os cúmplices Waldemar Albergaria Barreto Neto e Jefferson Marques Borges envolvidos no furto e na fraude de objetos para obter vantagens ilícitas. A decisão acolheu parcialmente a denúncia proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) e aplicou a pena de cinco anos e quatro meses de reclusão para o grupo. O ex-funcionário dos Correios também foi condenado à perda do cargo público, por ter se utilizado da função para cometer o crime. A atuação do grupo criminoso foi descoberta durante a Operação Distrito 707, conduzida pelo MPF e pela Polícia Federal, mediante a instauração de um inquérito policial, levantamentos de campo, ações de inteligência e escutas telefônicas. De acordo com a denúncia, o ex-carteiro apropriava-se de correspondências com cartões de crédito e de débito e os entregava a seus cúmplices. Os dois violavam as correspondências e obtinham os telefones dos titulares dos cartões. Fazendo-se passar por representantes dos bancos, entravam em contato com as vítimas, obtinham suas senhas bancárias e conseguiam desbloquear os respectivos cartões. Com os dados e os cartões em mãos, os criminosos faziam transferências e saques em caixas eletrônicos. De acordo com a determinação judicial, a pena será cumprida em regime semiaberto. A Justiça ainda condenou os três à reparação financeira dos danos causados aos Correios, no valor de R$ 32,2 mil. Os acusados poderão recorrer da decisão judicial ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região. O MPF vai recorrer da sentença para aumentar as penas dos réus.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 221 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal