Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

18/04/2013 - Gaz Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Civil trabalha para identificar estelionatário

Por: Rozana Ellwanger

Suspeito foi filmado em um banco de Santa Cruz do Sul e reconhecido por uma vítima do conto do bilhete, mas sua identidade ainda é um mistério.

O Setor de Investigações da Polícia Civil de Santa Cruz do Sul está trabalhando para identificar um homem acusado de aplicar o conto do bilhete premiado. Uma vítima do município já reconheceu o suspeito por meio de imagens das câmeras de segurança de um banco. No entanto, a Polícia Civil depende da população para colaborar na localização e confirmação do nome do suspeito.

O acusado foi reconhecido por uma mulher de 57 anos de quem ele e pelo menos dois comparsas levaram R$ 35 mil. No dia 27 de março ela foi abordada no Centro por um homem com um bilhete de loteria, perguntando onde ficava o endereço anotado a caneta no papel. No local, ele trocaria o documento por R$ 15 mil. Imediatamente um comparsa se aproximou e fingiu ligar para a Caixa Econômica Federal de seu celular. Ao telefone, outra pessoa confirmou os números sorteados e avisou que o prêmio de R$ 1,6 milhão poderia ser retirado na agência.

Após o comparsa oferecer ajuda, o estelionatário que portava o bilhete disse que queria R$ 50 mil de cada um, como garantia, em troca de R$ 100 mil após o recebimento do prêmio. A vítima disse que tinha R$ 60 mil na sua conta e autorizou por telefone a retirada de metade do valor, saque máximo permitido no banco. Os três seguiram para o banco no carro de um dos estelionatários e retiraram o dinheiro. Depois, foram até outra agência, onde a vítima sacou mais R$ 5 mil.

Com medo de carregar uma quantia tão grande, a vítima aceitou a oferta de um suspeito para guardarem o dinheiro em um cofre existente no seu carro. Um dos estelionatários levou a senhora para almoçar e, ao chegar ao local, saiu dizendo que precisava buscar um amigo. A dupla não foi mais vista.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 228 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal