Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/04/2006 - Jornal de Piracicaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Nossos crimes e nossas tolices

Por: Daner Hornich


Voltaire no livro sobre: “Deus e os homens”, entre outras reflexões, expõem o comportamento dos homens no texto: “nossos crimes e nossas tolices” argumenta que “em geral, os homens são tolos, ingratos, invejosos ávidos do bem alheio, abusam de sua superioridade quando são fortes e velhacos quando são fracos” (Voltaire, 2000, 1).
Refletindo sobre a argumentação de Voltaire pode-se imaginar quem são em geral os nossos políticos, não que todos sejam farinha do mesmo saco, mas que a maioria dos nossos políticos são criminosos e cometem tolices espoliando e comentando falcatruas contra o povo brasileiro com ações tolas, ingratas e carcomida pela inveja ávida do bem alheio, como argumentaria Voltaire.
Pode-se ratificar com Voltaire que na política brasileira estamos vivendo tempos de guerra. Dentro do Estado brasileiro vivemos uma crise de credibilidade e legitimidade; dentro do Estado de Direito, por ausência de transparência no trato das coisas públicas e por desrespeito ao cidadão, numa guerra ideológica de espoliação e imprudência. Voltaire questiona e argumenta: “Por que estamos em guerra desde tanto tempo? Por que cometemos esses crimes sem nenhum remorso? Faz-se guerra unicamente para colher o trigo que outros semearam, para ter seus carneiros, seus cavalos, seus bois, suas vacas e seus móveis é a isso que tudo se reduz, pois é esse o único princípio da riqueza” (Voltaire, 2000, 2).
Pergunto: por que estamos nessa guerra que prima pela ausência de ética nas nossas relações políticas? Serão esses os princípios de todos os nossos políticos o da espoliação, da roubalheira, do abuso de poder, da corrupção e da violência como transgressão das coisas públicas em benefícios privados dos nossos representantes no Estado de Direito brasileiro? Para responder tais questões acima, pode-se imaginar a situação do nosso país tirando uma fotografia das nossas escolas, universidades, postos de saúde, habitação, estradas, emprego, polícia, poder paralelo do tráfico de drogas, desenvolvimento econômico, congresso nacional, dos nossos magistrados, sem contar a corja de empresários bandoleiros que vivem da exploração dos trabalhadores brasileiros e da sonegação de impostos que empobrecem o bem público. Citando o nosso iluminista Voltaire pode-se acrescentar que o retrato atual do governo brasileiro é o da matança do cidadão disseminada por “esses atos de banditismo públicos e secretos que desolaram famílias; as calúnias, as ingratidões, a insolência do forte, a velhacaria do fraco” (Voltaire, 2000, 4).
A bandeira do nosso governo é a do crime contra o Estado de Direito na calada da noite, na mesada do Valério aos representantes do povo, nos votos secretos, na dança da corrupção, do tapa-buraco das nossas péssimas estradas, das propinas financeiras e estratégicas na aprovação do Orçamento. Em algumas imagens, fotografadas da nossa república, devemos mirar a lama e não o petróleo, a desgraça, o terror, o desrespeito e a corrupção dos nossos políticos que estupram os bons costumes do nosso país.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 521 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal