Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/04/2013 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende mais dois em esquema de R$ 1 bi

Por: Luciano Moura

Operação Fratelli investiga quadrilha envolvida na corrupção e fraudes em licitações na região.

A Polícia Federal de Jales prendeu ontem pela manhã em Votuporanga mais duas pessoas que tinham ligação com as empresas Demop e Scamatti & Seller, investigadas por desvio de recursos públicos por meio de fraudes em licitações e que atuava na região de Rio Preto.

Os policiais prenderam Maria Augusta Seller Scamatti, de 48 anos, sócia e mulher de Olívio Scamatti, 48, – apontado como chefe da quadrilha e que está preso com outras 12 pessoas no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Rio Preto –, e o técnico em informática Luís Henrique Peres, 29 , funcionário de confiança de Olívio.

O motivo alegado para as duas prisões feitas ontem pela Polícia Federal ao juiz da 1ª Vara Criminal de Fernandópolis, Evandro Pelarin, foi em decorrência da confirmação de informações que indicam que os presos estariam ocultando e destruindo provas que poderiam incriminar ainda mais o grupo investigado.

Após a análise da representação da PF, o juiz ordenou a prisão de ambos e expediu mandado de busca e apreensão para a casa do técnico em informática com objetivo de localizar mídias, arquivos e equipamentos de interesse da investigação que agora vão ser analisados e periciados. Com o resultado da análise dos objetos apreendidos, outros fatos e nomes de interesse da investigação até então ocultos poderão surgir.

Os presos e o material apreendido foram levados à delegacia da PF de Jales. Eles prestaram depoimento ao delegado Cristiano Pádua da Silva. Maria Augusta foi levada para a cadeia de General Salgado e Luís para a cadeia pública de Votuporanga.

Agora, sobe para 15 o número de pessoas presas durante a Operação Fratelli, deflagrada pelos Ministérios Públicos de São Paulo e Federal e a Polícia Federal, na terça-feira pela manhã. Além das 13 prisões, foram cumpridos no dia da operação 160 mandatos de busca e apreensão e aprendidos R$ 560 mil, 22 armas de fogos, computadores e mais de 20 mil folhas de documentos. O esquema de desvio de recursos públicos somam, segunda a polícia, contratos de aproximadamente R$ 1 bilhão com 79 prefeituras do interior paulista. A quadrilha contava com participação de empresários, servidores públicos e até dirigentes da Superintendência da Caixa Econômica Federal de Rio Preto, entre outros envolvidos. Além do estado de São Paulo (região noroeste), outros 11 estados participaram da megaoperação do Ministério Público no Dia Nacional de Combate à Corrupção.

O BOM DIA tentou entrar em contato ontem à tarde com as empresas Demop e Scamatti & Seller, ambas em Votuporanga, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto. Em nota encaminhada pela Demop, na tarde de quinta-feira, a empresa informou que não teve acesso ao conteúdo das investigações. “Tão logo seja autorizado acesso aos autos, a empresa comprovará a improcedência das acusações, demonstrando a regularidade de licitude dos seus contratos”, consta na nota à imprensa.

Prorrogada

A prisão temporária dos 13 acusados que estão no CDP de Rio Preto venceria ontem, mas foi prorrogada por mais cinco dias, por ordem do juiz da 1ª Vara Criminal de Fernandópolis Evandro Pelarin.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 115 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal