Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

09/04/2013 - Diário do Vale Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suzana é suspeita de falsificar ultrassom

Por: Dicler de Mello e Souz


O delegado titular da 88º DP (Barra do Piraí), José Mário Salomão de Omena, disse na manhã desta terça-feira, que o laudo de ultrassom entregue à polícia pela mãe da manicure Suzana de Oliveira, de 22 anos, que confessou ter assassinado o menino João Felipe Eiras de Santana, de 6 anos, é falsificado. O exame estava junto com a carta escrita por Suzana, em que ela planejava como sequestraria e mataria a criança. O policial mandou fazer um exame grafotécnico para conferir se a letra era mesmo da acusada.

- Na manhã desta terça-feira, a médica responsável pela clínica, onde supostamente teria sido feito o exame de ultrassom, deu vários motivos que me convenceram que se tratava de um exame falso. Provavelmente, Suzana tentou dar o golpe da barriga em alguma pessoa - disse o delegado.

Segundo o policial, a capa era original, ou seja, da própria clínica. Omena, porém, explicou que o resultado do laudo era falso.

Além disso, foi feita uma falsificação grosseira com a assinatura da médica. O exame está em nome de Suzana, mas com outro sobrenome, possivelmente, inventado por ela.

O resultado do laudo foi impresso em papel foto, que não é o tipo de papel usado pela clínica. O formato da letra e o modo de preenchimento do laudo também fogem aos padrões utilizados pela médica.

- O laudo informa que o feto tem 9,7 milímetros e atesta que a gestante está com três semanas exatas de gestação. Nenhum médico assina um laudo com a data exata de gestação, sempre essa data é aproximada. Além disso, de acordo com a medicina, o tamanho de 9,7 milímetros é de um feto que estaria com 5 a 6 semanas de gestação e não de 3 semanas, como consta no falso laudo - disse José Mário de Omena.

Crime

Suzana continua presa no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio. O delegado já entregou o inquérito policial que apurar a morte de João Felipe à Justiça de Barra do Piraí.

A manicure confessou que sequestrou a criança apenas para dar um susto no pai da vítima, o administrador Heraldo Bichara Júnior, de 38 anos, mas que algo acabou dando errado e que, por isso, teve que matar João Felipe, porque se não fizesse isso, seria reconhecida por ele. A criança foi morta no dia 25 de março, asfixiada por Suzana, num quarto do Hotel São Luiz, no Centro de Barra do Piraí. Ainda na correspondência, havia um pedido de resgate no valor de R$ 300 mil.

Suzana afirmou que manteve um caso amoroso com Heraldo.
O administrador, ao depor no dia 2 deste mês, negou qualquer envolvimento extraconjugal com a manicure de sua mulher, a empresária Aline Eiras Bichara. Ele, porém, disse que foi assediado no ano passado por Suzana.

O delegado não descartou a hipótese de a criminosa ter matado o menino para se vingar do casal, provavelmente por ter sido rejeitada pelo administrador. O policial instaurou outro inquérito complementar para apurar se há outras pessoas envolvidas no crime, além de Suzana.
- Não acredito nisso, mas vou apurar - disse o delegado.

Imagens

Omena aguarda as filmagens feitas por uma câmera de segurança de uma clínica médica localizada próximo a casa de Suzana, no Centro de Barra do Piraí. A intenção é descobrir se foram gravadas imagens da manicure chegando ao imóvel no dia 25 de março com a criança enrolada num lençol, provavelmente já morta por ela no Hotel São Luiz. O menino foi encontrado pela polícia morto dentro de uma mala, na residência da acusada.
O policial já tem as imagens que mostram Suzana, entrando sozinha com João Felipe, no Hotel Luiz.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 134 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal