Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

09/04/2013 - Ibahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP apreende documentos e computadores em duas produtoras baianas para apurar esquema de fraudes

O desvio de verbas públicas investigadas ultrapassa R$ 1,1 bilhão.

Documentos, computadores e disco-rígidos foram apreendidos nas sedes de duas produtoras baianas para uma investigação do Ministério Público sobre um esquema de fraudes em licitações para contratações de bandas por prefeituras no Rio Grande do Norte. Os equipementos foram apreendidos nos escritórios da LevaNóiz Produções e da Rafa Produções Musicais. Batizada de "Máscara Negra", a operação cumpriu cinco mandados de busca e apreensão na Bahia: quatro deles em Salvador e um outro no município de Serrinha, a 173 km da capital.

"Algumas empresas estavam fazendo shows no Rio Grande do Norte cobrando valores exorbitantes, muito diferentes dos shows cobrados a particulares. E esses valores que eram pagos, bem maiores pelas prefeituras do Rio Grande do Norte, efetivamente se tornam um desperdício do dinheiro público", disse à TV Bahia o promotor do Ministério Público na Bahia Ariomar Figueiredo.

A direção da Rafa Produções informou que os contratos foram feitos por meio de empresa terceirizada. A outra empresa citada disse que a banda LevaNóiz fez um show na cidade de Guamaré (RN) e que o contrato foi feito diretamente com a prefeitura, cumprindo o que determina a lei.

O MP-BA está auxiliando cumprindo os mandados na Bahia para ajudar a investigação, que acontece no Rio Grande do Norte, onde 13 pessoas foram mortas. Um 14º mandado de prisão será executado em São Paulo.

Segundo o MP-RN, foram desviados mais de R$ 3 milhões em contratos fraudulentos de shows, estrutura de palco, trios e decoração de eventos entre 2008 e 2012 em Guamaré e Macau. O desvio de verbas públicas investigadas ultrapassa R$ 1,1 bilhão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 99 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal