Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

10/04/2013 - Diário do Grande ABC Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende empresários acusados de fraude que atuaram em Mauá

Por: Cynthia Tavares


Os proprietários da Scamatti & Seller Infraestrutura, Olívio Scamatti, Pedro Scamatti Filho e Luiz Carlos Seller, foram presos ontem pela manhã durante ação da Polícia Federal, em São José do Rio Preto. A empresa vem sendo investigada por fraudar licitações em diversas cidades do interior paulista. A companhia atuou em Mauá em 2011, durante a gestão de Oswaldo Dias (PT), ao recapear cerca de 60 quilômetros de ruas e avenidas.

A PF irá investigar os acordos firmados pala companhia com 80 prefeituras espalhadas pelo Estado. A operação iniciada ontem prendeu 13 pessoas, apreendeu R$ 250 mil (quantia recolhida na casa dos empresários e de prefeitos envolvidos no esquema), 20 armas e documentos que comprovariam a fraude nos certames.

A vencedora da concorrência pública em Mauá foi a Petrobras Distribuidora, que subcontratou a Scamatti & Seller Infraestrutura. O valor da terceirização do serviço não foi divulgado na ocasião. A má qualidade do serviço prestado pela companhia foi motivo de questionamento feito pelo vereador Manoel Lopes (DEM) e por Atila Jacomussi (sem partido), ex-parlamentar e atual comandante da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá).

A Prefeitura, hoje sob tutela do também petista Donisete Braga, foi procurada para comentar o assunto, mas não se manifestou até o fechamento desta edição.

Olívio Scamatti é o principal acionista da empresa Scamatti & Seller Infraestrutura. Dos R$ 4 milhões de capital da instituição, R$ 3,96 milhões são dele. Ele foi preso em casa, localizada num bairro nobre de Votuporanga, no interior paulista.

A Scamatti & Seller Infraestrutura é empresa irmã da Demop Participações, investigada pelo Ministério Público Estadual por montar esquema em licitações para captar dinheiro proveniente da venda de emendas parlamentares na Assembleia Legislativa.

A Demop é uma sociedade de Olívio com seus quatro irmãos: Dorival, Edson, Mauro e Pedro. A investigação da PF mostrou que a companhia abriu outras empresas laranjas para oferecer preço mais alto pelo serviço e, dessa forma, garantir a vitória da família Scamatti.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 435 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal