Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

04/04/2013 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Baianos são presos por fraude em 4 mil declarações de imposto de renda

Por: Mayra Lopes

Segundo Superintendente da Receita Federal, as contribuições fraudadas no ano passado chamaram atenção pois saíram de um mesmo computador.

Dois contabilistas baianos foram presos na manhã desta quinta-feira (4) acusados de fraudar 4 mil declarações de imposto de renda. A prisão foi resultado da operação Teçá – Olhos Atentos realizada pela Polícia Federal em conjunto com a Receita e o Ministério Público. Segundo informações do Superintendente da Receita Federal da 5ª Região Fiscal, Carlos Romeu Queiroz, que atende os estados da Bahia e Sergipe, as contribuições fraudadas no ano passado chamaram atenção pois saíram de um mesmo computador.

“A conduta dos acusados continuou no ano de 2013 totalizando mais de 4 mil declarações fraudadas”, disse Queiroz. Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos em dois escritórios localizados no bairro do Comércio e um em uma residência na avenida Paralela. Nos locais, foram encontrados diversas declarações, discos rígidos e computadores utilizados pela dupla.

Durante a investigação, foi descoberto que havia declarações de outras cidades incluindo Rio de Janeiro e Vitória. “A maioria das fraudes estão na previdência complementar, dependentes inconsistentes, despesas médicas e custos com construções. Além disso, a presença de uma mesma pessoa em diversas declarações”, informou.

Com a comprovação da intenção de fraude, os beneficiados pela esquema terão que pagar uma multa que vai de 150% a 225% do valor sonegado. Porém, enquanto eles não for intimados poderão retificar suas declarações. Além da multa, as pessoas físicas poderão pegar pena de cinco anos de prisão após a representação criminal.

Ainda segundo o superintendente, não se sabe se há algum contribuinte envolvido com os mentores assim como o destino final do dinheiro restituído. Na próxima semana, 80 contribuintes serão intimados para ser informados que estão sob fiscalização.

Os contabilistas foram autuados e encaminhados para a sede da Polícia Federal juntamente com todo o material apreendido. O superintendente revelou que “caso a receita não comprove a intenção de sonegar, o contribuinte será multado com 75% do valor”. O prejuízo para os cofres públicos da União foi de mais de 50 milhões de reais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 95 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal