Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

29/03/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia apreende CNH falsa e suposto esquema de fraude é investigado

Por: Jonatas Boni

Caso aconteceu em Vilhena, RO, após suspeito ser abordado em uma blitz. Homem não retirou documento apreendido e órgão suspeitou de fraude.

A Delegacia de Polícia Civil de Vilhena (RO) instaurou inquérito para investigar um suposto esquema de fraude em Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A medida foi tomada após a Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) descobrir que uma CNH apreendida durante uma blitz da Polícia de Trânsito, na terça-feira (26), era falsa. O suspeito de fraude não retornou ao órgão para buscar o documento apreendido e desapareceu.

De acordo com o chefe da Ciretran de Vilhena, Nilton Locatelli, a fraude foi descoberta por uma funcionária do órgão. “Ela estava fazendo uma checagem do documento no sistema do Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach) e ao digitar o número, a atendente viu que o mesmo não batia com o nome que estava no documento”, explica Locatelli. A carteira retida estava no nome de David Miorança da Silva.

O delegado regional da Polícia Civil, Fábio Campos, conta que David foi abordado em uma blitz da Lei Seca e teve o documento e o carro apreendidos por dirigir embriagado. Na Ciretran do município, o que chamou a atenção foi o comportamento do rapaz, que não retornou ao local para retirar a CNH apreendida. No dia seguinte, em vez do condutor ir pessoalmente à Ciretran para retirar o veículo e o documento, enviou um procurador.

“Nós começamos a suspeitar da situação porque o tempo que o rapaz perdeu emitindo uma procuração, ele simplesmente poderia vir aqui, pois seria coisa rápida”, revela o chefe da Ciretran. Ao questionar o procurador sobre a ausência do motorista, Locatteli lembra que o rapaz enviado pelo suspeito começou a se contradizer.

Após o registro da ocorrência, investigações da polícia apontaram que o suspeito responde processo por homicídio. Campos afirma que ficou surpreso ao ver a semelhança do documento falso com uma CNH verdadeira. “Nós agora queremos descobrir quem emitiu esta CNH. Se for um servidor público ou uma empresa particular, todos serão punidos”, ressalta.

O delegado também não descarta a hipótese de existir uma quadrilha especializada em fraudar CNHs. “Vamos investigar tudo isso”, afirma Campos. David continua sendo procurado pela polícia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 197 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal