Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

24/03/2013 - Jornal de Angola Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsificações do kwanza mais fáceis de identificar

Por: Moniz Muquebele

O administrador do BNA António Ramos da Cruz afirmou, no Uíge, que as novas cédulas do Kwanza possuem elementos que permitem identificar com maior facilidade os sinais de falsificação.

O administrador do BNA António Ramos da Cruz afirmou, no Uíge, que as novas cédulas do Kwanza possuem elementos que permitem identificar com maior facilidade os sinais de falsificação.
“Com estas características de segurança na nova família de notas do Kwanza, consideramos que elas vão ser muito mais difíceis de ser falsificadas”, afirmou António Ramos da Cruz num acto público.
Atribuiu a renovação da família de notas e moedas metálicas ao aumento significativo de casos de falsificação da moeda nacional.
“Quando introduzimos a antiga família de notas, vivíamos ainda num contexto de conflito armado e, só depois do ano de 2002, depois da assinatura dos acordos de paz, Angola passou a conhecer um desenvolvimento diferente. Hoje temos uma estabilidade política, social, e um crescimento macroeconómico que obrigou à introdução de notas mais eficazes para as transacções”, justificou o administrador .
Outro factor que determinou a substituição, que ocorre num processo paulatino, enquadra-se no actual contexto económico que o país está a viver.
O aspecto mais importante de todos reside no facto de as antigas notas estarem a circular desde 1999, quando, “atendendo às recomendações internacionais, as notas devem circular no máximo até um período de sete anos”, referiu.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 113 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal