Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/03/2013 - Computerworld PT Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sector do software pode estar a perder luta contra pirataria

Dados de um estudo da IDC dizem que o software pirateado em utilização triplicou desde 2006, à escala mundial.

A utilização de software pirateado é um factor cada vez mais forte para os sistemas de informação serem afectados por software nocivo, segundo um estudo mundial da IDC, patrocinado pela Microsoft. O problema pode ser mais grave: em comparação com dados de um trabalho (da consultora), realizado em 2006, o nível de software pirateado em utilização triplicou desde esse ano.

Aparentemente as campanhas contra a pirataria não estão a produzir os efeitos almejados. O crescimento da pirataria de software suplanta o das taxas de crescimento para a Internet como um todo.

Os consumidores e as empresas que optam por usar software pirata estão a sujeitar-se a um risco extremamente elevado de infecção por malware, considera o estudo. Ao realizar 533 testes em sites fontes (P2P) de pirataria, a IDC, 36% das iniciativas levaram ao contacto com Trojans e artefactos digitais de publicidade nocivos.

No software pirata distribuído por DVD, cerca de um em cada cinco estava infectado. Globalmente, cerca de metade do software pirateado e em utilização foi descarregado. Mas os mercados de rua ainda são responsáveis por 21% e o dos chamados “emprestados” representam outros 16%, diz o trabalho.

Contudo, o software pirata poderá ser uma fonte específica para software ruim, mas está longe de ser o único. Um exemplo interessante é o do fenómeno agora felizmente a desaparecer: o dos falsos programas antivírus pelos quais as pessoas chegam a pagar, por acreditarem ser verdadeiros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 103 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal