Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/03/2013 - O Rio Branco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quebra de sigilo de envolvidos em fraude no Samu de Ferraz será pedida

Decisão é da CEI da Câmara que investiga o caso. Médica Thauane foi ouvida nesta terça-feira (26).

O depoimento da médica flagrada usando dedos de silicone no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Ferraz de Vasconcelos na Câmara de Vereadores terminou por volta das 12h25 desta terça-feira (26).

Thaune Nunes Ferreira prestou depoimento à Comissão Especial de Inquérito (CEI) criada para investigar o caso. Ela chegou com dois advogados e não falou com a imprensa.

No dia 10 de março, a médica foi flagrada usando dedos de silicone para marcar o ponto de colegas. Com ela foram apreendidos seis dedos de silicone e comprovantes impressos pelo equipamento que controla o horário dos funcionários. Um vídeo foi feito no momento em que ela fraudava o sistema. Ela chegou a ser detida por falsificação de documento público, mas foi solta porque a Justiça concedeu um habeas corpus.

De acordo com o presidente da CEI, o vereador Roberto Antunes de Souza (PMDB), na quarta-feira (27) será encaminhado o pedido de quebra do sigilo bancário e telefônico de Thauane e do ex-coordenador do Samu, Jorge Cury, para a Justiça. Desde o flagrante Jorge Cury é apontado pela médica como o mentor da fraude. Segundo o presidente da CEI, Thauane disse em seu depoimento que o esquema funcionava no Samu desde fevereiro de 2012 e que seis médicos participavam da fraude. Ele disse ainda que a médica afirmou que foi Jorge Cury quem providenciou os dedos de silicone e que os moldes foram feitos dentro do Samu. A médica justificou que participava do esquema para não perder o emprego, disse o vereador.

Segundo a Câmara, Thauane negou que tivesse alguma vantagem financeira com o esquema. A médica entregou à comissão 27 comprovantes de transferências bancárias para a conta de Jorge Cury. A mãe de Thauane, Eunice Nunes, acompanhou a filha e falou pela primeira vez com a imprensa. “Eu gostaria que vocês falassem com o único culpado.” Questionada sobre quem seria o culpado, ela completou: “Não cabe a mim julgar, existem pessoas mais competentes para isso.”

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 101 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal