Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

27/03/2013 - O Documento Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça alerta para golpe de estelionatários com falsos protestos em jornais de MT


O Poder Judiciário alerta a população para não efetuarem pagamentos por meio de depósitos de títulos protestados publicados em jornais de Cuiabá. Ocorre que estelionatários estariam aproveitando as informações publicadas para dar golpes em nome da Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso e do Cartório do 4º Ofício da Capital.

Este tipo de crime ocorre desde 2009, mas se intensificou nos últimos meses.

Diretora do Departamento Orientação e Fiscalização (DOF), Nilcemeire dos Santos Vilela explica que os golpistas usam o emblema das instituições para enviar e-mail de cobrança. Diante dos dados do devedor expostos em jornais locais, por determinação da lei, os criminosos aproveitam as informações para convencer a vítima.

Nilcemeire destaca que a Corregedoria não faz cobranças, não manda e-mail ou telefona para devedores. Reforça que o papel do órgão é de fiscalização e não de cobrança. “Fica fácil acreditar ser verídica a cobrança porque o estelionatário tem todos os dados da vítima”, ressalta.

Silvana Molina Vallim, tabeliã substituta do cartório, atesta que a mesma fraude é realizada em nome do 4º Ofício. Ela orienta que as pessoas não efetuem pagamento por meio de depósito, uma vez que essa não é a modalidade de quitação de débitos utilizada pelo cartório. “As cobranças são realizadas por meio de ficha de compensação enviada pelos Correios para o endereço do devedor. Quando não achamos a pessoa, publicamos no jornal e pedimos que a pessoa compareça pessoalmente no cartório. Ligamos eventualmente, mas sempre pedimos que a pessoa vá pessoalmente. Não encaminhamos e-mail e nem pedimos que sejam realizados depósitos”.

A tabeliã aponta que já registrou vários boletins de ocorrência na Polícia, denunciando a situação. Porém, nenhuma providência efetiva foi tomada para solucionar a questão. “Nunca nos chamaram para prestar qualquer informação. E os golpistas continuam atuando e prejudicando a população”, lamenta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 123 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal