Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

28/03/2013 - Jornal de Negócios Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsificações: PJ ajuda a não comprar gato por lebre

Por: Patrícia Abreu

Número de fraudes detectadas pela brigada de obras de arte da PJ tem vindo a aumentar desde 2009. Autoridades têm de averiguar sempre que há uma suspeita.

Conseguir uma obra de um artista conceituado por um preço atractivo pode parecer uma oportunidade única. Mas, oportunidades destas são raras e, sem se aperceber, pode estar a cair na rede de um burlão. Em caso de dúvida, não hesite em contactar as autoridades. Sempre que há denúncias, a brigada de obras de arte da Polícia Judiciária é obrigada a investigar a autenticidade das obras e a despistar situações de burla.

Responsável pela investigação de crimes relacionados com a falsificação de bens culturais, a brigada da PJ tem assistido a um aumento do número de casos detectados, nomeadamente a partir de 2009. Para João Oliveira, coordenador da secção, "vivemos tempos propícios às pessoas a serem enganadas", uma vez que a crise passa a "ideia de que tudo está ao desbarato". A falta de conhecimento, associada à tentação de fazer "aquisições a um preço acessível" pode levar os investidores a caírem numa situação de burla. "O mercado está em baixa, mas isso não significa que coisas de muito valor estejam ao desbarato", alerta o mesmo inspector. Para evitar comprar gato por lebre, João Oliveira aconselha as pessoas a consultarem um especialista, visitar espaços idóneos e ver o itinerário de posse de obra. Por outro lado, o coordenador da brigada recomenda aos investidores que "resistam à tentação de comprar galinha gorda por pouco dinheiro", alertando que em "obras de autores conceituados por preço muito baixo", quase sempre e está perante um caso de burla ou falsificação.

Por mais aliciante que seja um negócio, antes de comprar certifique-se que está de facto a investir no autor e na obra que realmente lhe querem vender e não vai comprar um quadro falsificado. Em caso de dúvida procure as autoridades. Perante situações suspeitas, a brigada verifica a autenticidade das obras.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 238 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal