Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

22/03/2013 - Rondonoticias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Combate às fraudes no transporte escolar é discutido em Encontro de Educação no MPRO


Porto Velho - Rondônia: Formas de controle das fraudes no serviço de transporte escolar foram um dos temas em debate no segundo dia do 1º Encontro Estadual do Ministério da Educação com o Ministério Público de Rondônia, nessa quinta-feira, dia 21 de março, no edifício-sede do MPRO em Porto Velho. O encontro foi aberto na noite de quarta-feira, dia 20 de março, reunindo educadores e Promotores de Justiça da área da Probidade Administrativa e Educação.

O painel sobre transporte escolar foi apresentado pela Promotora de Justiça do Ministério Público do Rio de Janeiro, Maria Cristina da Rocha Pimentel, ressaltando a importância da obrigação dos Promotores de Justiça de observar a realidade do transporte escolar em seus municípios. De acordo com ela, são muitas as fraudes identificadas nos serviços de transporte escolar, que vão desde veículos que não obedecem às normas de segurança, motoristas inabilitados, ônibus que trafegam sem obedecer às normas das leis de trânsito a irregularidades nos contratos.

Além dos problemas do transporte escolar, o acesso à educação infantil e alimentação escolar também foi tema em discussão no segundo dia do encontro. A Coordenadora-Geral de Educação Infantil do MEC, Marina Silvestre de Alencar, disse que entre os principais desafios no âmbito da educação infantil estão a implantação da obrigatoriedade de acesso à educação de base a partir dos quatro anos de idade e expandir o atendimento às crianças de 0 a 3 anos de idade. Segundo ela, com a obrigatoriedade de acesso à educação de base a partir dos quatro anos, muitos municípios estão deixando de investir nas creches para atender à clientela de 0 a 3 anos.

O encontro prossegue nesta sexta-feira, dia 22 de março, com discussões sobre o Censo Educacional, controle e o funcionamento dos Conselhos Sociais e a fiscalização da aplicação dos recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação de Base (Fundeb).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 117 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal