Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

19/03/2013 - Portal Terra Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Usuário de Firefox no Windows XP tem 6x mais chance de ser golpista

A estatística vem da Sift Science, uma startup formada por ex-funcionários do Google que encontra padrões entre fraudes para tentar impedi-las.

Um comprador usando o Mozilla Firefox em um computador Windows XP tem seis vezes mais chance de ser uma golpista do que em outras combinações de navegador e sistema operacional. A estatística vem da Sift Science, uma startup formada por ex-funcionários do Google que encontra padrões entre fraudes para tentar impedi-las. As informações são da Wired.

Os pesquisadores da empresa de São Francisco, na Califórnia, usam um sistema de aprendizado computacional, com um algoritmo semelhante ao usado pelo Google para evitar abusos da parte de seus anunciantes. O diferencial é que a Sift oferece o serviço de proteção contra fraudes para sites menores do que o gigante das buscas. Airbnb, Uber e Listia estão entre os clientes dos ex-Google.

"A questão central é fazer o comércio online mais seguro e eficiente", explica Brandon Ballinger, fundador da Sift e executivo-chefe de Tecnologia. "Todo mundo que tem um site de comércio eletrônico está o tempo todo sendo atacado por golpistas, e você e eu, consumidores, pagamos mais (caro) por causa dos golpistas", continua.

Entre outras estatísticas que a startup californiana já agregou estão que um usuário que gastou apenas US$ 4 online na última semana tem 78 vezes mais chance de ser um fraudador, assim como os que usam cartões de presente pré-pagos têm 106 vezes mais chance. Os que fazem login via proxy somam 15 vezes mais chances, e os que estão logados da mesma máquina que outro usuário, 13 vezes mais.

O sistema da Sift usa a nuvem da Amazon para acessar uma enorme quantidade de dados e peneira (sift, em inglês) as principais tendências em golpes e fraudes. Isso porque outros mecanismos de proteção não conseguem se manter suficientemente atualizados para combater os golpes. Uma vez que os atacantes entendam quais regras os serviços de proteção usam, passam a burlá-las.

Qualquer comércio eletrônico pode fazer um teste gratuito do serviço da Sift. A empresa instala um snipet de JavaScript no código da página e coleta dados, assim como o Google Analytics. As primeiras 5.000 análises são gratuitas, e depois é cobrado US$ 0,10 por usuário averiguado pelo sistema.

Além de Bellinger, que trabalhava com aprendizado computacional no Google, seu mentor no gigante de buscas, Sean Gerrish, também está no quadro da Sift. O mentor de Gerrish, por sau vez, Doug Beeferman, é outro que faz parte da equipe.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 125 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal