Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/03/2013 - ESPN Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Magistrados vão discutir nova lei sobre crimes de ‘lavagem de dinheiro’


Fonte generosa e inesgotável de renda para o Fluminense há 14 anos, a Unimed Rio está enfrentando problemas junto com a Agência Nacional de Saúde (ANS) por conta de uma suspeita de fraude nos serviços oferecidos pela operadora. O jornal Folha de S.Paulo publicou, nesta segunda-feira, uma matéria esmiuçando as irregularidades envolvendo os nomes do órgão público e da empresa privada de saúde.

A própria entidade que regulariza os planos de saúde no país está sendo acusada de ‘acobertar’ a Unimed Rio, excluindo-a da lista de empresas suspensas por não cumprirem o prazo de atendimento de consultas – isso porque a patrocinadora do clube carioca teria feito uma manobra para driblar a fiscalização do órgão público.

A ANS investigou as operadoras de saúde do país para verificar se alguma delas estava desrespeitando prazos de consultas e 34 planos da Unimed estariam incluídos entre os planos reprovados pelo governo – as empresas responsáveis por eles teriam que suspender as vendas até que os problemas apontados fossem resolvidos.

A Unimed, porém, requisitou a suspensão voluntária de 109 planos (entre eles, os 34 mal avaliados) um dia antes da ANS divulgar a lista com todas as empresas e planos que apresentavam irregularidades. Assim, o nome da patrocinadora do Flu foi excluído do documentou publicado pela entidade, já que, em teoria, os planos já não estavam mais sendo comercializados.

No entanto, o pedido de suspensão da Unimed foi parte de uma manobra da operadora, que continuou vendendo os planos com irregularidades só que nomeando-os de outra forma. A empresa entrou com o pedido para registro de 40 novos planos no mesmo dia em que pediu a suspensão dos antigos e, assim, evitou ter seu nome ‘sujo’ na lista divulgada pela ANS sem ter tido que perder lucros com a venda dos planos.

Com tudo isso, o Ministério Público investigará se a ANS favoreceu a Unimed nessa situação e, consequentemente, avaliará o caso de fraude envolvendo a empresa.

Ainda segundo a Folha, a Unimed chegou a ser consultada pela reportagem do jornal a respeito do assunto, mas afirmou desconhecer a investigação do Ministério Público sobre a exclusão do nome da empresa da lista divulgada pela ANS. Além disso, a operadora afirmou que o registro dos novos planos de sáude se deu por uma 'ncessidade de reformulação dos mesmos' e foi apenas para atender a demanda dos clientes.

NOTA ENVIADA PELA UNIMED APÓS A PUBLICAÇÃO DA MATÉRIA

Com respeito às notícias sobre eventual fraude ou suposto favorecimento da Agência Nacional de Saúde Suplementar em relação aos produtos que comercializa, a Unimed-Rio reafirma que se utiliza de todos os meios legais e regulatórios, no âmbito da normatização do setor de saúde privado, para garantir a sustentabilidade e a continuidade de suas operações, refutando totalmente as suspeitas de ilegalidade contra elalevantadas.

Em relação à solicitação de suspensão de produtos efetuada junto à ANS, apontada como motivo da suspeição, esclarece que seguiu premissas estratégicas definidas há mais de um ano, e que previam a reformulação majoritária dos planos comercializados. Foi solicitada voluntariamente a suspensão de 109 planos, e o cadastramento de 40 novos produtos assim como o registro de planos exclusivamente odontológicos. As mudanças tiveram razões mercadológicas, e a manutenção da nomenclatura padrão para os novos planos foi uma decisão estratégica, destinada a facilitar o entendimento dos agentes envolvidos com o mercado de saúde suplementar – corretores, clientes, médicos e prestadores de serviço.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 127 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal