Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/10/2007 - Jornal O Progresso Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MP investiga financiamentos de carros

Por: Cristiane Guimarães


DOURADOS – O Ministério Público Estadual promete rigor na investigação de fraudes em financiamentos de veículos em Dourados. A nova modalidade de crime tem feito muitas vítimas que, além de ficarem com uma dívida, têm o nome registrado no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e correm o risco de perder o veículo.
O 1º Distrito Policial já investiga os casos e inclusive a possível participação de algumas garagens e empresas financeiras. De acordo com a delegada Daniella Kades de Oliveira, pelo menos três garagens e duas financeiras estão sendo investigadas.
Apenas com o nome da vítima, número da placa e do chassi do carro, os estelionatários conseguem refinanciar o bem em empresas financeiras da cidade. A promotora de Justiça, Cristiane Amaral Cavalcante, afirma que o MPE recebeu várias denúncias desse tipo. "O caso é sério e exige a ação da Promotoria. O Ministério Público vai apresentar denúncia à Justiça por falsidade ideológica, estelionato e crime contra o sistema financeiro", afirma ela.

O Golpe

O empresário Afonso Freitas Centurion é proprietário de um Vectra GLS/99, quitado no final de 2006. Em abril deste ano tentou refinanciar o carro mas descobriu que o Vectra havia sido refinanciado em março. O empresário registrou Boletim de Ocorrência, número 2112/07, no 1º Distrito Policial.
Afonso desconfia que os documentos e o número do chassi do carro tenham sido anotados num lava-rápido. Segundo ele, os golpistas teriam se passado por corretores e, enganado o funcionário do lava-rápido, afirmaram que ele havia autorizado uma vistoria no veículo.
De posse da documentação, os golpistas teriam contado com a ajuda de uma garagem de carros usados para refinanciar o Vectra. Dois dias após a denúncia o financiamento foi quitado. Mas, só após uma semana Afonso teve a documentação do veículo transferida novamente para o seu nome.
"A dívida foi de R$ 10 mil. Os golpistas apresentaram documentação falsa, recibo do veículo, chassi, placas, enfim, tudo para conseguir refinanciar. Os criminosos estão mais especializados. Mas a culpa maior é das financeiras, que fazem a negociação sem vistoriar o veículo", reclama o empresário.

Detran

De acordo com o chefe do Departamento de Trânsito de Dourados (Detran), Aparecido Dias Duarte, o problema poderia ser facilmente resolvido se as empresas financeiras exigissem cópias autenticadas da documentação do carro (Recibo de compra).
"Em muitos casos a empresa financeira libera o dinheiro do financiamento sem cobrar antes o recibo do veículo preenchido com o nome do novo proprietário ou a apresentação de cópias autenticadas dos documentos. Isto facilita a ação dos golpistas, que apresentam uma fotocópia simples, fácil de fraudar", ressalta ele.
Segundo Duarte, o Detran já encaminhou alguns casos para investigação policial. "Geralmente o dono do veículo descobre o golpe quando vem ao Detran pagar o licenciamento. Através de consulta ao nosso sistema identificamos que o veículo possui um financiamento que não foi transferido para o ‘novo proprietário’, no caso o estelionatário ou algum ‘laranja’", explica.
Para evitar cair no golpe do financiamento, o Detran recomenda que os donos de veículos quitados procurem o órgão a cada dois ou três meses para consultar a situação do veículo. É importante também não deixar o recibo de compra ou documentação pessoal dentro do veículo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 302 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal