Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

08/03/2013 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dois delegados são presos no DF acusados de interferir em investigações policiais

Por: Gustavo Frasão

Eles estariam beneficiando um doleiro, investigado desde 2008, por lavagem de dinheiro.

Dois delegados da PCDF (Polícia Civil do DF) foram presos acusados de interferir em investigações policiais. Eles estariam beneficiando um doleiro, investigado desde 2008, que também foi preso, por lavagem de dinheiro. Eles foram encontrados em casa e levados para a Corregedoria da Polícia Civil, no Sia, região administrativa do DF.

O delegado da Deco (Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado) informou que os delegados Paulo Cesar Barongeno e Sandra Maria Silveira estariam interferindo em investigações do NCOC (Núcleo de Combate às Organizações Criminosas) a pedido do doleiro Fayed Antoine Traboulsi.

A Justiça do Distrito Federal decretou a prisão preventiva dos três pelos crimes de coação no curso do processo, violação do sigilo funcional e desacato. O doleiro é investigado pelo MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios) por lavagem de dinheiro e estaria contando com a ajuda dos delegados para atrapalhar os andamentos do processo.

Depois de prestar depoimento na corregedoria, o trio será encaminhado à carceragem da DPE (Departamento de Polícia Especializada), onde ficará à disposição da justiça. A polícia também cumpriu mandados de busca e apreensão na casa de outro doleiro, conhecido como Serjão, que faria parte do mesmo grupo de Traboulsi. Ele também é investigado pelo crime de lavagem do dinheiro, mas estaria nos EUA (Estados Unidos da América).

O diretor da Polícia Civil, Jorge Xavier, informou que não vai se pronunciar porque o caso está correndo em segredo de justiça. Ele explicou, no entanto, que aguarda também o decreto da prisão preventiva do doleiro pelo crime de lavagem de dinheiro, que é a principal acusação contra Traboulsi, investigado desde 2008 pela Deco.

Em relação aos dois delegados, a direção da polícia estuda se eles permanecerão presos na corregedoria ou se a delegada será levada ao presídio feminino, uma vez que mulheres não podem ficar detidas em delegacias. O MPDFT explicou que não irá se pronunciar sobre o caso, pois os promotores do NCOC somente poderão repassar mais informações no período da tarde.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 276 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal