Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/10/2007 - O Tempo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fiscalização em laticínio vai mudar


BRASÍLIA - O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, anunciou ontem alterações no sistema de fiscalização das empresas de laticínios sob controle do Serviço de Inspeção Federal (SIF), uma semana depois que a operação Ouro Branco da Polícia Federal desmembrou uma quadrilha que misturava substâncias químicas (água oxigenada e soda cáustica) ao leite. A principal medida é o fim da presença de um só fiscal por empresa produtora de leite. A partir de agora, a fiscalização será feita por auditorias compostas por, no mínimo, três servidores.

"Dois veterinários e um agente de inspeção sanitária farão as vistorias", afirmou. As auditorias começam a partir da próxima semana. O grupo, segundo o ministro, fará uma avaliação criteriosa sobre o funcionamento da empresa e de seus processos produtivos, incluindo avaliação de desempenho dos servidores responsáveis pelo SIF. Na operação Ouro Branco, um fiscal foi preso acusado de ter participado da fraude que envolveu cooperativas de Minas.

Numa entrevista coletiva tumultuada, o ministro Stephanes disse que as fraudes não têm a ver com o número de fiscais. Ele afirmou que as pessoas que fraudaram o produto são "vigaristas". De acordo com números do ministério, há no país 1,3 mil fiscais federais agropecuários, dos quais 212 fiscalizam 1,7 mil estabelecimentos industriais de leite e de derivados. A adição de água oxigenada ao leite, segundo ele, "evapora em três horas".

"Esse é um novo tipo de fraude, mas não se tira a responsabilidade de quem caberia fiscalizar". Segundo o Ministério da Agricultura, a idéia é que as auditorias sejam feitas uma vez por mês em cada empresa. Aos poucos, o ministério pretende acabar com a figura dos fiscais que atuam de forma permanente nas empresas de laticínios. Um projeto-piloto está em desenvolvimento em Minas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 281 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal