Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

01/03/2013 - Diário do Grande ABC / Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Berlusconi nega envolvimento em fraude da Mediaset


O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi negou envolvimento em uma alegada fraude tributária relacionada à aquisição de direitos de TV para a empresa de comunicações italiana Mediaset Spa.

O ex-primeiro-ministro disse que decidiu voluntariamente falar perante juízes de Milão em uma audiência de apelação para expressar sua opinião sobre o assunto. "Eu nunca participei de qualquer negociação para os contratos de direito de TV", afirmou.

O julgamento, cujo veredicto está previsto para ser anunciado neste mês, está agora em sua segunda fase, após uma decisão de primeira instância apontar Berlusconi como culpado por envolvimento em alegada fraude tributária que teria ocorrido há 10 anos durante a compra de direitos de televisão e filmes norte-americanos da Mediaset.

A empresa de comunicações é acusada de ter comprado os direitos de filmes e TV a preços inflados, o que a permitiu reduzir de maneira fraudulenta seus impostos, afirmou o juiz Edoardo D'Avossa na decisão de primeira instância em outubro do ano passado. Com resultado da decisão, Berlusconi foi condenado em primeira instância a uma pena de quatro anos, e proibido de assumir cargo público por cinco anos e de ter uma posição na companhia durante três anos. No entanto, ele negou as acusações e apelou da decisão.

Berlusconi disse nesta sexta-feira que a alegada fraude tributária teria gerado uma economia para Mediaset de cerca de 3 milhões (US$ 3,94 milhões). Segundo ele no fiscal 2002/2003 - a companhia pagou 67 milhões de euros em impostos, então a economia de 3 milhões de euros alegada não teria feito muita diferença para a conta de impostos da emissora.

Ele acrescentou que espera que o veredicto da audiência de apelação seja mais justo que a decisão da primeira instância, que, segundo ele, foi um grande erro, ou motivada politicamente. As informações são da Dow Jones.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 75 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal