Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/03/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Duas tentativas de estelionato são registradas pela PM em Alagoas

Casos aconteceram em supermercado em Maceió e em Arapiraca. Detidos na capital alagoana, suspeitos foram levados para Central de Polícia.

Uma guarnição da Polícia Militar de Alagoas foi chamada até o supermercado Assaí, que fica localizado no bairro da Serraria, parte alta de Maceió, para verificar denúncia de um possível estelionato.

Chegando no local, foi constatado que um dos operadores de caixa do supermecado, identificado como Sidney José Santos do Nascimento, 30 anos, não estava registrando as compras feitas por Emanuel de Freitas, 20.

Tanto o caixa quanto o suposto cliente, que residem no bairro do Jacintinho, foram encaminhados à Central de Polícia, no bairro do Prado, onde foram autuados em flagrante por estelionato.

Procurados pela reportagem do G1, funcionários do supermecado informaram que somente o gerente da unidade estaria autorizado a falar sobre o caso, porém o mesmo não se encontrava no local até o momento da ligação.

Comeu espetinho e não pagou

Outro caso de estelionato, desta vez mais curioso, aconteceu no povoado de Olho D'água dos Cazuzinhas, em Arapiraca.

Francisca José de Oliveira, 26 anos, é dona de um "churrasquinho" e um dos seus clientes, Hamilton barbosa da Silva, 70 anos, teria consumido bebidas alcóolicas, alguns espetinhos e queria sair do local sem pagar.

Segundo a dona do estabelecimento, ele tinha alegado que iria buscar o dinheiro em casa. Em depoimento prestado para a polícia, ela informou que "não conhecia o cliente e não poderia liberá-lo", mas mesmo assim ele saiu do local sem efetuar o pagamento.

Francisca então decidiu acionar a Polícia Militar, que foi até a casa do suspeito. Com a chegada da guarnição, Hamilton concordou em pagar a dívida deixada no churrasquinho, avaliada em R$ 7.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 115 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal