Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

28/02/2013 - Jornal do Comércio Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Líder de quadrilha denunciada por desvio de R$ 39 milhões é preso em Porto Alegre


Chegou ao fim nesta quinta-feira (28) a primeira fase das investigações da Operação Crédito Fantasma, considerada a maior fraude das últimas décadas praticada contra o fisco do Rio Grande do Sul. A ação, realizada entre os dias 25 e 28 deste mês, culminou com a prisão do proprietário de uma consultoria tributária de Porto Alegre, apontado como o chefe de uma quadrilha denunciada pelo desvio de, pelo menos, R$ 39 milhões do ICMS.

O promotor de justiça Fabiano Dallazen ofereceu denúncia contra a quadrilha, formada por dez pessoas, entre elas o advogado Luis Adriano Vargas Buchord, que foi recolhido ao Presídio Central. Todos foram denunciados pelos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica e documental e lavagem de dinheiro.

A pedido do MP, o juiz da 2ª Vara Criminal de Porto Alegre determinou a prisão preventiva do advogado, bem como o sequestro de bens no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Entre os bens, estão cinco automóveis, incluindo dois Porsches, uma Mercedes e um Masserati, uma lancha, avaliados em R$ 5 milhões, além de três apartamentos de alto padrão, um sítio e três salas comerciais, avaliados em R$ 10 milhões. Também foi determinado o bloqueio das contas bancárias do denunciado, bem como aplicações financeiras.

Segundo Dallazen, esta é a primeira fase das investigações. “Identificamos cada um dos clientes e buscaremos sua responsabilização, bem como o ressarcimento dos valores sonegados ao fisco”, disse Dallazen nesta quinta-feira em coletiva de imprensa.

A operação foi iniciada com a busca e apreensão de documentos dos envolvidos, em dezembro de 2012, por parte da Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Combate aos Crimes Contra a Ordem Tributária, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o Núcleo de Inteligência do MP (Nimp) e a Receita Estadual. Já a ação foi desenvolvida nesta semana pelo Ministério Público e pela Secretaria Estadual da Fazenda.

Entre os documentos apreendidos em dezembro de 2012 em escritórios de advocacia tributária e residências dos suspeitos, foram encontrados carimbos falsificados de servidores públicos, produzidos pelo próprio Advogado tributarista. A intenção, com isso, era utilizar falsos créditos de ICMS e, assim, fazer o pagamento menor do que o valor do imposto devido. A consultoria também forjava pareceres fiscais, requerimentos e despachos judiciais, supostamente provenientes da Receita Estadual, do Ministério Público e do Poder Judiciário, bem como adulterações de Livros Fiscais e falsificações de assinaturas de agentes fiscais do Tesouro do Estado.

Segundo as investigações, os clientes da consultoria pagavam 30% do valor do ICMS creditado diretamente para empresa de fomento mercantil especialmente criada em nome de outras pessoas (laranjas). Foram identificadas mais de 30 empresas que fizeram uso do esquema fraudulento, que existe há pelo menos dez anos, e os prejuízos causados aos cofres públicos estão sendo apurados em trabalhos de auditoria fiscal e são estimados em mais de R$ 100 milhões.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 153 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal