Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

11/01/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

No Recife, polícia investiga quadrilha de clonagem de cartão

Delegado afirma que é preciso denunciar assim que a fraude for descoberta. Na Zona Norte, três pessoas foram vítimas de clonagem de cartão.

A Delegacia Especializada em Crimes de Estelionato está investigando uma quadrilha que atua na clonagem cartões de crédito e débito de moradores da Zona Norte do Recife.

A pedagoga Andrezza Ferreira tentou usar o cartão de débito do Banco do Brasil e percebeu que ele estava bloqueado. Sem entender o motivo do bloqueio, Andrezza procurou o banco, que informou que o cartão dela havia sido clonado.

A pedagoga mora no bairro da Macaxeira, na Zona Norte do Recife, e prestou queixa na delegacia mais próxima, em Casa Amarela. Quando chegou lá, foi informada de que mais três pessoas haviam sido vítimas do mesmo tipo de clonagem. “Queria o meu extrato para comparar com outras pessoas que tenham feito a mesma queixa. Mais três clientes do banco reclamaram do mesmo problema”, contou.

O dinheiro retirado da conta dela era da pensão alimentícia da filha de cinco anos, mas o banco disse que o valor só seria devolvido em pelo menos dois meses. “O banco me pediu de 60 a 90 dias para devolver o dinheiro e eu não tenho como pagar minhas contas”, queixa-se Andrezza. Com a clonagem, foram feitas compras em duas lojas em São Lourenço da Mata no valor de quase R$ 1.000.

O delegado Marcelo Guerra explica que as vítimas devem procurar a delegacia de polícia assim que descobrirem a fraude, além de pedir o detalhamento da fatura para a operadora do cartão. “Para poder diferenciar daquelas operações qual é a fraudária, que não foi realizada. Com isso, a polícia vai ter um histórico do uso do cartão, porque no caso de uma clonagem através de um aparelho chupa-cabra ou coisa semelhante, a gente tem um histórico das lojas por onde esse cartão foi utilizado realmente pelo cliente”, informou.

De acordo com o Procon, o consumidor deve ter um cuidado básico com cartões de crédito ou débito. Os números de segurança que ficam no verso do cartão devem ser apagados ou retirados e guardados em local seguro para evitar fraudes. “Em toda e qualquer operação a ser realizada pela internet, é necessário fornecer um código de segurança. Então, se você faz um uso de um computador coletivo e não conhece a origem daquele equipamento, está vulnerável a ser alvo de uma clonagem de cartão”, explicou o gerente jurídico do Procon, Roberto Campos.

Campos lembra que instituições bancárias e operadoras de cartão devem estornar o valor indevido imediatamente para o cliente. “Se o consumidor reclama daqueles lançamentos que foram efetuados do seu cartão de crédito ou em sua conta corrente, imediatamente a operadora ou banco deve estornar da cobrança aqueles valores para, em seguida, abrir uma sindicância interna e constatar se o consumidor foi ou não alvo de uma clonagem de cartão", disse Campos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 90 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal