Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

09/01/2013 - Jornal de Uberaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Assuper alerta sobre fraudes bancárias

Por: Sandro Neves


Em setembro de 2012, os supermercadistas da Associação de Supermercados do Triângulo Mineiro (Assuper) foram informados que golpistas estariam fraudando os números do código de barras de boletos bancários para desviar o dinheiro dos pagamentos a terceiros.
O executivo da Assuper, José Albino Pereira de Sousa, alerta seus associados e parceiros sobre este crime, que ocorre em vários segmentos do comércio de todo o país, incluindo os supermercados do Estado de Minas Gerais. "A fraude consiste na utilização de boletos pelos golpistas, com os códigos de barras adulterados e o campo do favorecido indicando uma conta fantasma. Por vezes, as adulterações dos boletos são bem feitas. Porém, no procedimento mais rudimentar, e que vem sendo identificado com certa frequência, os boletos são confeccionados em papel sulfite em uma impressora comum. Os códigos de barras são adulterados com o intuito de obrigar o caixa bancário a digitar os algarismos acima do código. Estes algarismos são uma alteração dos originais e acabam por indicar uma conta bancária favorecida distinta", revelou.
José Albino ressalta que a cartilha “Fraudes Bancárias em Sistemas de Pagamento das Empresas”, elaborada pela Federação Brasileira de Bancos (Fenabran), está disponível na Assuper e traz algumas recomendações para se evitar esse tipo de golpe. "Este é um golpe que lesa os supermercadistas e os consumidores. Queremos desenvolver, em conjunto com outras entidades, medidas que possam prevenir esse tipo de fraude, sensibilizando as autoridades para combatê-lo", disse.
Sousa lembra que a Febraban recomenda ações para evitar o golpe, entre elas negociar com o fornecedor para que encaminhe a cobrança registrada, evitando cobrança simples; utilizar o Débito Direto Autorizado (DDA) e fazer a conferência do tipo de letra (fonte, corpo, tamanho) descrita nos campos “Agência/Código cedente” e “Nosso Número”, no lado superior direito do boleto.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 89 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal