Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/01/2013 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher é presa suspeita de falsificar assinaturas para liberar carros

Por: Gabriela Saraiva


Poliana da Silva Araújo foi presa, em Imperatriz, acusada de falsificar assinaturas para a liberação de veículos apreendidos no pátio do Instituto de Criminalística (Icrim), do município. A mulher é funcionária de uma empresa terceirizada pelo Instituto. Leonardo Teixeira Meireles, acusado de fazer parte do esquema, também foi capturado na cidade de Rondon, no Pará.

De acordo com a polícia, Poliana estava com mandado de prisão, expedido pela juíza Ana Lucrécia Bezerra Sodré. Ela já teria trabalhado no Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz e, em 2011, foi indiciada por furto de R$ 6 mil em vale-transporte.

Segundo as investigações, Poliana teria falsificado as assinaturas dos juízes Ernesto Guimarães Alves e Suely de Oliveira Santos Feitosa, além da do delegado Assis Ramos, para facilitar que veículos de luxo, apreendidos no pátio do Icrim, fossem liberados.

Para não despertar suspeitas, os veículos, entre eles um Fiat Stillo vermelho de placa NKT-7910 (Goiânia – GO), um Audi A4 prata de placa KEV-7077-MA, um Vectra SD Expression prata de placa DWC-51106, e um Peugeot Flex preto de placa JUR-7534-PA, eram guinchados após o encerramento do expediente. Os documentos, apresentados para liberação, eram mandados de restituição que teriam que ter as assinaturas dos juízes, e as autorizações de liberação, assinadas pelo delegado.

Na casa de Poliana, foram apreendidos documentos com assinaturas falsas, além de vasta munição de pistola 9mm. A suspeita da polícia é de que ela também tenha participação nos furtos de armas do Icrim, de Imperatriz, em 2010.

Com Leonardo Teixeira, a polícia apreendeu uma pistola 380 e um dos veículos retirados do pátio do Icrim. Segundo informou o delegado Assis Ramos, Poliana será indiciada por quatro crimes: formação de quadrilha, uso de documentos falsos, falsificação de documentos públicos e peculato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 84 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal