Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/10/2007 - Jornal da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dinheiro falso continua circulando em Uberaba

Por: Eduardo Idaló


Suspeita de nota falsa gera polêmica no bairro São Benedito. A comerciante RMS, que preferiu não se identificar, contou à reportagem do Jornal da Manhã que recebeu uma nota de R$ 20, há três dias, de troco em um posto de combustível onde sempre abastece o carro. Em seguida, depositou o dinheiro na conta pessoal através de caixa eletrônico. Assim que a agência teve acesso à nota, entrou em contato com a cliente e avisou da suspeita.

Na instituição financeira a nota foi comparada com outras e a conclusão da gerente administrativa da agência, Alessandra Borges é de que a nota realmente é falsa. "Não é difícil reconhecer uma nota falsa: o papel é diferente, parece sulfite, e a tinta é mais clara. Só nos surpreendeu o fato de ser uma nota de R$ 20, já que normalmente as notas mais falsificadas são as de R$ 50 e R$ 10", destacou Alessandra, explicando que foi realizado o procedimento de praxe do Banco, nesses casos. Depois de protocolada, a nota foi enviada para análise no Banco Central e o laudo deve chegar em 30 dias. Indignada, a comerciante exigiu o ressarcimento do prejuízo. Segundo a gerente, a revolta dos clientes, vítimas de golpes com dinheiro falso, é normal, mas o Banco não pode fazer nada quanto a isso. Após a resposta negativa do Banco, RMS procurou o gerente do posto de combustível, onde, segundo ela, teria recebido a nota falsa. Por camaradagem e pela fidelidade da cliente, o posto fez o ressarcimento, mas alegou que também não tinha conhecimento sobre a falsidade.

Para a vítima, o episódio não é isolado. "Outros casos de repasse de notas falsas estão acontecendo nas redondezas do bairro São Benedito, em especial em postos de gasolina, sempre com notas de
R$ 20 ou R$ 50", relata RMS.

Dificuldade. A reportagem entrou em contato com alguns postos de combustíveis da região do bairro São Benedito e foi visível o receio dos gerentes em comprovar a situação. Todos preferiram não se identificar, mas alguns relataram que já houve tentativa de repasse de notas falsas. Segundo os gerentes ouvidos, a ordem para os frentistas é observar, apalpar bem a nota e, se possível, colocá-la contra a luz, para verificar a marca d’água.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Edvaldo de Souza Gomides, as investigações nesses casos são quase impossíveis, devido à falta de denúncias. "As vítimas de golpe de dinheiro falso reclamam, mas não procuram a PF. Eu mesmo já passei por situação semelhante, tirei um dinheiro do banco e paguei uma dívida a um amigo, quando ele depositou as notas o banco disse a mesma coisa, que uma das notas era falsa. Até hoje não resolvi o caso", conta Gomides, ressaltando que sem provas ou pistas fica complicado para a PF ir atrás de suspeitos.

O delegado, com base nos dados oficiais, não acredita em uma onda de notas falsas atualmente em Uberaba. "Na realidade, é difícil mensurarmos a quantidade de notas falsas em circulação no município. Os próprios bancos, que têm maior acesso a esses casos, não informam à PF. Eles se acham os donos da situação; assim, ficamos de mãos atadas", acrescenta Gomides.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 387 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal