Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

21/02/2013 - Angola Press Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Primeiro-ministro Odinga denuncia projectos de fraude às presidenciais


Nairobi - Um dos favoritos das presidenciais quenianas, o Primeiro-ministro Raila Odinga, denunciou hoje (quinta-feira) os projectos de fraude de eleições gerais de 4 de Março de 2012, implicando "altas personalidades", entre as quais apontou o director da função pública queniana, noticia a AFP.

"Escrevemos ao presidente da Comissão Eleitoral (IEBC) dando-lhe detalhes das acusações de fraudes, nomeadamente, (os nomes) de altas personalidades implicadas", disse Odinga durante uma conferência de imprensa em Nairobi.

Odinga indicou na acusação o director da Função Pública, Francis Kimemia, de ter "contactado os candidatos e de lhes ter dado dinheiro para que eles abandonassem "a coligação da qual lidera para as presidenciais.

"Não estamos ameaçados nem em pânico, mas queremos evitar uma nova eleição batotada", explicou Odinga, candidato vencido em finais de 2007 pelo presidente cessante Mwai Kibaki.

A contestação desses resultados - que Odinga sempre estimou falsificados - tinha degenerado numa violência étnica de grande amplitude inédita no Quénia, causando um milhar de mortos e mais de 600.000 deslocados.

Odinga estima que Kimemia tinha "se tornado um militante de um partido político e intimida os funcionários".

Ele apontou ainda que ele esteve na origem do distúrbio que se registou recentemente no aeroporto contra o presidente do Tribunal Supremo, Willy Mutunga, que foi retido por um agente de imigração, exigindo que ele apresentasse uma autorização de viagem assinado por Kimemia.

Mutunga, finalmente foi autorizado a tomar o seu avião, denunciando um "tumulto deliberado" e uma "intimidação" à véspera de eleições.

O presidente do Tribunal Supremo confirmou ter paralelamente recebido uma carta contendo ameaças, igualmente endereçado a juizes e a diplomatas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 88 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal