Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/02/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário se nega a depor na 1ª audiência do ano do caso Sanasa

Pai e filho participaram de reunião, mas apenas filho respondeu ao juiz. Alfredo e Augusto Antunes são acusados de corrupção ativa em Campinas.

O empresário Alfredo Antunes, intimado a depor na primeira audiência deste ano sobre o caso Sanasa - que resultou no impeachment de dois prefeitos em Campinas (SP) - se recusou a depor no início da reunião nesta sexta-feira (22). Esta é a sexta audiência sobre o esquema de supostas fraudes em contratos públicos da autarquia. Ao contrário do pai, o filho e sócio de Alfredo, Augusto Antunes iniciou o depoimento às 14h10 e respondeu durante 35 minutos aos questionamentos do juiz e da promotoria.

A sexta audiência do caso, que tem como um dos réu a ex-primeira-dama, Rosely Nassim Santos, começou às 14h05 e, nos primeiros minutos o juiz Nelson Augusto Bernardes foi informado por Alfredo que ele se resguardaria ao direito de permanecer em silencio. O depoimento do filho dele terminou às 14h45. os dois são acusados de corrupção ativa.

Embora os outros réus tenham sido dispensados desta audiência, alguns fizeram questão de acompanhar os depoimentos dos dois empresário. O ex-prefeito Demétrio Vilagra e o ex-diretor de controle urbano Carlos Henrique Pinto, por exemplo, estiveram no na Cidade Judiciária.

O caso

O grupo de 22 pessoas é acusado pelo Ministério Público (MP) de fraudes em contratos públicos da Sanasa, empresa responsável pelo tratamento de água na cidade. A ex-primeira-dama e ex-chefe de Gabinete Rosely Nassim Santos, além de outras pessoas que integravam o primeiro escalão da Prefeitura estão entre os envolvidos.

O caso Sanasa teve cinco audiências em 2012, nas quais as testemunhas de acusação e defesa foram ouvidas pelo juiz Nelson Augusto Bernardes. Na atual fase do processo, de interrogatório, o único réu ouvido foi o ex-presidente da empresa e delator do suposto esquema de fraudes, Luiz de Aquino. Após colher os relatos de todos os outros 21 acusados, o magistrado dará a sentença.
O suposto esquema veio à tona em maio de 2011, quando 11 pessoas, entre elas secretários municipais e ex-diretores da Sanasa, chegaram a ser presas preventivamente durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime (Gaeco).

A suspeita de corrupção em contratos da autarquia motivou a abertura de duas comissões processantes na Câmara de Vereadores, em 2011. O então prefeito Hélio de Oliveira Santos foi cassado em agosto, enquanto que o vice, Demétrio Vilagra (PT), deixou o Executivo após sofrer impeachment em dezembro do mesmo ano.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 151 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal