Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

17/02/2013 - SwissInfo / AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Começa julgamento de ex-chanceler israelense por fraude e corrupção


O ex-ministro israelense das Relações Exteriores Avigdor Lieberman, 54, ocupa, desde este domingo, o banco dos réus, para responder, diante de três juízes de Jerusalém, pelas acusações de fraude e quebra de confiança que o levaram a pedir demissão em dezembro.

Lieberman não fez nenhum comentário em sua chegada ao tribunal. A breve audiência limitou-se à leitura das acusações contra ele. A próxima etapa do julgamento está marcada para 25 de abril.

Lieberman é acusado de ter conseguido, em dezembro de 2009, uma promoção para o ex-embaixador de Israel em Belarus Zeev Ben Arieh, em troca de informações confidenciais sobre uma investigação policial de que era alvo naquele país a pedido da justiça israelense.

O ex-chanceler, que se declara inocente e proclama sua boa-fé, confirmou que Ben Arieh lhe entregou uma carta com documentos sobre o pedido de investigação.

Os crimes de fraude e quebra de confiança podem ser punidos com até três anos de prisão em Israel. Segundo a rádio pública israelense, a defesa não pediu ao tribunal um procedimento acelerado para o julgamento, e as audiências poderão se estender, pelo menos, até 7 de maio.

Em várias oportunidades, Lieberman, líder do partido ultranacionalista Israel Beiteinu, aliado do Likud, do premier Benjamin Netanyahu, declarou-se inocente. Disse que deseja um julgamento rápido, que lhe permita, caso seja inocentado, recuperar a pasta das Relações Exteriores no próximo governo, que Netanyahu tenta formar.

Caso seja condenado a mais de três meses de prisão, o líder do Israel Beiteinu não poderá ser deputado por um período de sete anos, o que poderia "selar o fim de sua carreira política", segundo o comentarista da rádio pública Moshe Negbi.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal