Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

15/02/2013 - Gazeta das Caldas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Uma fraude bancária

Por: Pedro Alves


No final do ano passado a minha namorada, ao tentar entrar no site do banco onde tem conta Montepio Geral, deparou-se com um pedido de actualizações de dados em que lhe solicitavam alguns números do cartão matriz, cartão esse que ela nunca tinha utilizado, pois como só entrava no site para fazer consultas e nunca fez nenhum tipo de pagamentos, nunca foi necessária a sua utilização.
Só que ninguém na agência a informou que o cartão era apenas para fazer pagamentos ou transferências, o que levou a que ela, de um modo completamente inocente, tivesse facultado alguns dos números solicitados pelo site (que sabemos agora ser um sistema fraudulento), sem no entanto inscrever todos os números no referido sistema, pois colocou um primeiro conjunto e o sistema disse que não estavam correctos e voltou a solicitar mais números, que voltaram a dar a mesma mensagem.
Foi então que ela achou que o cartão simplesmente não estava activado, pois nunca antes o tinha activado. Dada esta ocorrência, resolveu deslocar-se à agência habitual, situada no interior do hipermercado E-Leclerc em Caldas da Rainha no dia 2 de Janeiro. Ao explicar o ocorrido ao funcionário do banco, este respondeu-lhe que era estranho e que deveria experimentar outro computador pois o que utilizou deveria estar com problemas.
Este comportamento negligente de alguém que sabe que o banco nunca solicita mais do que dois números do cartão matriz, levou a que tivesse ocorrido uma fraude 13 dias depois. A Sara nunca desconfiou de nada, pois pensou sempre que estava perante uma página segura de uma instituição financeira séria e credível. Sabemos agora que estava perante um sistema fraudulento, mas que a fraude só se concretizou porque o banco em causa o possibilitou, pois não só não informa correctamente os clientes sobre o funcionamento dos sistemas online, dos perigos associados e dos cuidados a ter, como também tem nos seus balcões funcionários mal informados e incapazes de alertar os clientes, o que levou ao roubo de 2.000 euros da conta.
Apresentamos queixa na agência, conforme documentos anexos, e obtivemos a resposta que também segue em anexo, resposta esta que é claramente uma carta tipo, pois parece evidente que este tipo de fraudes é muito comum nesta instituição financeira, certamente porque têm um sistema muito vulnerável, pois nem um quarto do cartão foi fornecido pela Sara (como é obvio sem saber que estava perante uma fraude) e mesmo assim a fraude foi possível.
Para ajudar à história, o dinheiro foi transferido para a conta do cliente também do Montepio, com conta no Entroncamento. O banco forneceu-nos apenas o nome do Cliente, Sr. Hélder José Silva Martinho. No entanto, eu consegui apurar por outros meios que este senhor reside na Golegã e que tem a conta no balcão do Entrocamento e que no dia da transferência levantou o dinheiro no balcão, situação que inclusive levou à suspensão da conta por esta estar há muito sem movimento e ter recebido algumas transferências naquele dia e o senhor Hélder ter ido logo levantar o dinheiro.
Tudo isto prova que, embora tenha sido a Sara a fornecer de um modo involuntário parte dos dados do cartão matriz, o banco é claramente responsável, e está a lavar as mãos do problema. Será correcto sermos nós a ficar sem os 2.000 euros? (…)
Desde já agradecemos a divulgação desta história verdadeira, não só para nos ajudar a recuperar o nosso dinheiro, mas também para alertar todos os utilizadores de contas bancárias em online.
Pedro Alves

NR – Gazeta das Caldas deu conhecimento desta carta à agência do Montepio acima referida, convidando o banco a responder, mas não obteve qualquer reacção.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 526 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Geraldo Melo Jr - 20/02/2013 07:48

Fato idêntico aconteceu comigo junto ao site do Banco Itaú. Todo cuidado é pouco! A situação é verdadeira e pega a gente distraído. Felizmente não tive nenhum prejuizo, pois dirigi-me a agencia e mudei a senha do cartão imediatamente. Forte abraço e Deus abençoe a família!



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal