Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2018 SOBRE FRAUDES E FALSIFICAÇÕES
Veja AQUI programação e promoções dos últimos treinamentos de 2018 da DEALL R&I
sobre Fraudes e Falsificações nos dias 14, 22 e 29 de novembro.


AFD SUMMIT
A maior Conferência de Investigação Corporativa & Perícia Forense da América Latina.
São Paulo dias 08-09 de dezembro de 2018


Acompanhe nosso Twitter

06/02/2013 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Delegado pede prisão do falso profeta por crime de estelionato

Por: Jordana Cury e Yala Sena

Vítimas disseram à polícia que deram até R$ 3 mil a Luís Pereira, que pregava o fim do mundo em outubro de 2012.

O falso profeta Luis Pereira dos Santos, que pregou o fim do mundo, foi indiciado por crime de estelionato, após investigação do 11º Distrito Policial, no bairro Piçarreira. Mais de 15 testemunhas foram ouvidas no caso. As vítimas relataram que deram até R$ 3 mil para o profeta e que chegaram a vender seus imóveis.

O inquérito se baseou no depoimento que o acusado prestou no dia em que foi preso em flagrante. A data coincide com o dia marcado por ele para o fim do mundo. No local onde o profeta "pregava" a polícia encontrou veneno de rato, mas a quantidade não seria suficiente para um suicídio coletivo, hipótese mais temida pelas autoridades policiais.

Luís Pereira, 43 anos, foi solto no outro dia, após decisão judicial que determinou sua liberdade provisória sob a justificativa de que o acusado não possui antecedentes criminais graves.

No decorrer das investigações, Luís Pereira não foi localizado para prestar novos esclarecimentos. Apesar disso, foi indiciado no artigo 171 do Código Penal Brasileiro (estelionato) e o delegado que preside o inquérito, Jorge Clay, aguarda resposta da Justiça após ter pedido a prisão do falso profeta.

Atualmente, a polícia apura informações de que o acusado fundou uma nova igreja e que já possui cerca de 300 fiéis, mas não sabe se o falso profeta voltou a pregar o fim do mundo.

Luís Pereira afirmava aos seus seguidores que o mundo iria acabar no dia 12 de outubro de 2012, a partir das 16h. Como a profecia não foi concretizada, as pessoas que estavam no "templo" localizado no Parque Universitário, zona Leste de Teresina, ameaçaram linchá-lo. O acusado foi preso principalmente para ter sua integridade física resguardada.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 118 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Divulgação





NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal